sexta-feira, dezembro 31, 2010

40 Presentes que o dinheiro não compra

Nunca é cedo demais para ensinar a seus filhos que os melhores presentes não podem ser comprados. Aproveite as férias para dar a eles algo precioso – que não custa nada, mas que ficará para o resto da vida


1. Tomar banho de chuva, tem coisa mais gostosa? Dançar na chuva, sentir na boca o gosto da água, até você e seus filhos ficarem ensopados. Você tem vergonha? Deixa disso, Gene Kelly fez tudo isso com o maior charme num filme antológico, Cantando na Chuva. Aliás, ótimo para vocês verem juntos depois daquele banho quentinho...


2. Ensinar um jogo. Não vale videogame ou brinquedo comercial, mas, sim, queimada, taco, mico, pular corda, amarelinha. Aquelas coisas você adorava fazer quando era criança.


3. Cuidar da natureza é tudo! A sábia escritora Ruth Rocha diz: “Para que a Terra continue a nos dar tudo o que precisamos para viver é preciso cuidar dela melhor que da nossa própria casa. Da casa podemos nos mudar, da Terra não”. Criança tem de saber, desde cedo, que a natureza é sagrada. Tem coisa melhor do que regar jardim, cuidar de plantas e de bichinhos, fazer trilhas e andar na praia com seu filho?


4. Empinar pipa, lembra? Juntar as varetas, colar o papel, fazer a rabiola e sair por aí empinando. Deixe a timidez de lado e vire criança de novo: vá até o parque ou descampado mais próximo de sua casa e divida com seus filhos a alegria de ver a pipa subir, subir, subir... Ou cair, cair, cair. O que vale é a diversão. Se joga!

5. Plantar feijão no algodão. Tem coisa mais escola primária? E mais profunda?
Ver a vida se reproduzir ali, num vasinho que você monta com as crianças, joga a semente e, depois, fica vendo a plantinha crescer. Além de observar como é lindo o ciclo da vida, seu filho aprende, na prática, que, se tratamos bem a natureza, ela nos dá belos frutos.

6. Um banho de piscina ou de esguicho. No prédio, no clube, em casa de amigos, em piscinas municipais e até em hotéis bacanas na sua cidade onde dá para freqüentar a piscina pagando por dia. Se nada disso der certo, sempre há o bom e velho banho de esguicho no quintal.


7. Cuidar dos bichos. Dar comida, banho, passear, visitar o veterinário: ter um bichinho, além de divertido, também implica amor e responsabilidade.

8. Criar o “Dia do Errado”. Neste dia, vale tudo: faltar ao trabalho e à escola, pra você e seu filho ficarem livres de tudo! Vestir roupa do avesso, comer em horas erradas, pois o bom de levar uma vida certinha é poder quebrar as regras uma vez ou outra, né?
9. “Hoje quem manda é você”.
Assuma: vez ou outra, as crianças devem sentir o gostinho de assumir o controle. Qual será o almoço, o passeio, a roupa, o lanche da tarde? Eles escolhem tudo! Dentro dos limites do bom senso, claro. Aí eles sacam que a vida é cheia de opções e que nem sempre é fácil tomar todas as decisões.

10. Contar histórias. Essa é das antigas e nunca sai de moda. Saiba que as histórias que você conta para eles vão fazer parte de seu imaginário por muito tempo. Através delas visitam o mundo sem sair de casa e vivem as alegrias e dificuldades que os heróis das histórias enfrentam. Quando forem heróis de sua própria história vão lembrar com carinho desses momentos.


11. Piquenique no quintal, na varanda do prédio, no sítio da família, na casa da avó... Não importa o lugar, o que vale é aquele clima gostoso, todo mundo comendo com as mãos, batatinha, cachorro-quente, refrigerante, suas guloseimas favoritas, risadas, brincadeiras. Uma farra, cujas memórias a gente guarda para o resto da vida.


12. Montar a árvore de Natal. Vocês escolhem juntos a árvore e fazem os enfeites. Pintam bolas, fazem laços, penduricalhos de pipoca, fitas, papel. Vale a sensação de ter a árvore mais linda do mundo (mesmo que ela não seja lá essas coisas).


13. Compor uma música. Se você leva jeito para algum instrumento, ótimo. Senão, vá inventando estrofes com seu filho: o legal é ter a cara dos dois. Se der para gravar, melhor ainda. E faça cópias: não vá perder uma preciosidade dessas.


14. Ensinar uma receita de família. Libere geral a cozinha, façam uma lambança, lambam os dedos e, depois, limpem tudo. Enquanto estiverem com a mão na massa, conte como era a vida quando você aprendeu aquela receita... e bom apetite!


15. Um passo só seu. Som na caixa, uma roupa gostosa e dancem à vontade, como se ninguém estivesse vendo. Inventem um, dois, mil passos, criem uma coreografia maluca – e que, na hora da festa, só vocês sabem dançar... É fera!


16. O barquinho vai... Num dia de chuva, ensine seu filho a fazer barquinhos de papel, formar uma flotilha e "navegar” para aqueles lugares que vocês adorariam conhecer. E aproveitem para cantarolar: “O barquinho vai...”

17. Inventar uma festa original para o Ano Novo, por exemplo. Pode ser um luau, com a dança do hulahula na praia, saias de ráfia, colar de flores, tudo inventado por vocês. “Da última vez que fizemos o hula-hula em Ubatuba”, conta Patrícia Broggi, “o sol, de presente, se pôs e ganhamos uma enorme lua no céu”. Não é lindo?


18. Clube das Mulheres. Bole um dia só de mães, filhas e amigas: ir ao shopping, ao salão de beleza, almoçar num lugar bacana, pegar um cinema, dar risada, abraços e beijinhos. O tempo não pára. Aproveitem!


19. Lugares novos, de outro jeito. Vá a pé, de metrô ou ônibus visitar um museu ou um parque com seu filho. Caminhadas e transporte coletivo soam como novidade quando não fazem parte da rotina das crianças. De quebra, elas ainda aprendem a se situar e a entender melhor a cidade.


20. Brinquedo de sucata. Moderno e ecológico: criar algo único a partir de objetos descartados. Seu filho aprende que nada se perde e tudo se transforma. Solte a imaginação: móbiles de CDs, instrumentos musicais com garrafas PET, casinhas de caixas, tampinhas de garrafa...Invente!



21. Criar uma peça de teatro. É uma curtição! Os pais ajudam os filhos a montar um verdadeiro espetáculo, com palco, cortina e tudo: inventam texto, figurino, cenário; fazem convites e, na data marcada, encenam uma apresentação inesquecível para o resto da família. Com direito a fotos, é claro!


22. Ter um diário ou escrever memórias num caderno. É um hábito riquíssimo. Nossa diretora editorial, a Monica, faz isso desde garota. A vida está cheia de coisas fascinantes (às vezes boas, outras nem tanto) e são essas experiências de vida que nos fazem ser quem somos. Mais pra frente, quando seu pequeno for um adulto, vocês podem reler juntos as aventuras e os momentos felizes de suas vidas. Recordar é viver, né?


23. Ter um amigo. Dizem que amigos são a família que a gente escolhe. É verdade. Cultivar uma amizade, respeitar as diferenças e aproveitar muuuito um amigo é uma das bênçãos da vida. E, se for de verdade, fica do nosso lado pra seeeeempre.


24. No escurinho do cinema. Pode ser um filme bacana que está no circuito, para o qual vocês compram ingressos, curtem na telona com a sala escura e, depois, vão comer o hambúrguer favorito numa lanchonete. Ou então em casa, mesmo, no sofá, com pipoca e guaraná. Se possível, tire do baú vídeos antigos, de quando você e eles eram pequenos... doces memórias!

25. Saúde sempre em dia. Quando um filho se machuca, a gente se machuca também. Com saúde não se brinca e, por eles, a gente faz tudo. Cuidar deles com carinho, levar ao médico, ficar de olho, não tem preço. É um presentão indispensável que damos aos pequenos.


26. Entusiasmo. A palavra vem do grego e quer dizer ter Deus dentro de si. A pessoa entusiasmada faz as coisas acontecerem. Cultivando o entusiasmo você ensina seu filho a ter entusiasmo pela vida, pelas pessoas, por seus sonhos. É lindo.


27. Ter fé. Acreditar é uma bênção. Ter a certeza de que existe algo maior que nós, independentemente da religião. Essa crença nos ajuda a entender melhor a vida, lidar com nossos problemas, desenvolver a esperança, instrumentos valiosos para o futuro deles.


28. Respeitar o próximo. É vital para ser respeitado. É uma dádiva aprender, desde cedo, a respeitar o outro numa sociedade tão individualista. Somos melhores se acreditamos que todos são iguais e devem ser tratados com a mesma delicadeza. Para Rousseau, sempre foi mais valioso ter o respeito do que a admiração das pessoas. A gente concorda com ele, totalmente.

29. Correr atrás dos sonhos. Os sonhos são a forma onde criamos a realidade. Não há nada melhor do que correr atrás de um sonho e ver que seu esforço resultou num final feliz. Sonhe com seus filhos: quando acreditamos e trabalhamos nesse sentido, nossos sonhos se realizam.


30. A importância do carinho. Dizer aos filhos o quanto eles são importantes pra gente é algo que deve ser feito SEMPRE – e desde cedo. Eles podem não entender, mas sentem. Afeto é um investimento para toda a vida. Tratados com afeto, os filhos serão afetuosos e construirão um mundo melhor.



31. Caridade. Junte roupas e brinquedos que seus filhos não usam mais e doe a uma creche, um orfanato. Se puder levar até lá junto com seus filhos, ainda melhor: um aprendizado para toda a vida.


32. Colinho de mãe. Se há uma coisa que a gente nunca deixa de querer é colo de mãe. Não importa a idade, tem hora que todo mundo fica carente e quer um colinho de mãe mesmo. Ofereça o seu, sempre, mesmo quando seus filhotes pareçam só estar fazendo birra... pois colo de mãe nunca é demais.

33. Valorizar tudo o que vier deles. Sabe aqueles rabiscos ininteligíveis que a criança adora fazer e dar de presente? Pois saiba recebê-los como se fossem os presentes mais preciosos do mundo. Seus filhos se sentem amados pelo que são, ganham autoestima e produzem mais e melhor.

34. De graça. Ensinar que há coisas que o dinheiro não compra meeeesmo: alegria, amor, respeito, amizade, ternura = tudo de bom, valores que nossos filhos recebem de graça e devem aprender a valorizar, sempre.


35. Pedir perdão. Não significa perder a autoridade, não. Todo mundo erra. Por mais que a gente tente ser justo, há horas em que pisamos na bola. Uma bronca exagerada, um castigo desnecessário, um grito fora de hora... Depois, a gente fica mal, com aquele peso na consciência. Peça perdão: ao pedir desculpas você ensina seu filho a reconhecer o erro e reparar o que foi feito.



36. Saber ouvir. Falar é prata, ouvir é ouro, diziam nossas avós. Ouça o que seu filho tem a dizer, sem repreender, interromper ou dar conselhos. Um pai se julgava exemplar até seu filho de 7 anos, em terapia, dizer a ele tudo o que pensava. O pai nunca imaginou que era daquele jeito que o filho o via. Ouvir é preciso!


37. Ler um livro juntos. Cada um lê um pouco, em dias alternados, e vocês, juntos, criam um mundo particular, cheio de significados.


38. Dar liberdade. Seu filho deve bater as asas sempre que tiver oportunidade. Dormir na casa de um amigo, passar um tempo com os avós, para sentir e controlar a saudade de casa. Os muito pequenos, às vezes, ligam pedindo socorro. Dependendo do caso, corra para buscá-los. Por enquanto, é só um teste...


39. Dar risada. Nada mais saudável! Dê risada em todas as horas possíveis. E mostre ao seu filho que é muito bom aprender a rir da gente mesmo! É algo que vai ajudá-lo para o resto da vida.



40. Amar, amar, amar, amar demaaaaais. Encher os filhos de amor e passar adiante esse sentimento através de seu exemplo. Tá combinado?



Fonte: http://marcela-nutricao.blogspot.com/2010/12/40-presentes-que-o-dinheiro-nao-compra.html

Esta com raiva? Bata no travesseiro!


A raiva é apenas um vômito mental. Algo que você ingeriu está errado, e todo o seu ser psíquico quer colocar para fora. Mas não é preciso jogar sua raiva sobre outra pessoa. É porque as pessoas jogam sua raiva em outras que a sociedade lhes diz para se controlarem.

Não jogue sua raiva em ninguém. Você pode tomar um banho, fazer uma longa caminhada... Tudo que a raiva significa é que você precisa de uma atividade intensa para que ela seja liberada.
Corra um pouco e você irá sentir que a raiva se esvai, ou pegue um travesseiro e bata nele, lute com ele, morda o travesseiro até que suas mãos e dentes estejam relaxados. Após cinco minutos de catarse, você irá sentir-se livre do peso e, quando descobrir isso, nunca mais irá jogar sua raiva em ninguém, porque isso é uma tolice completa.
 
Para iniciar uma transformação é necessário, antes de tudo, expressar sua raiva. Mas não jogue a raiva em ninguém porque, nesse caso, você não terá como expressá-la totalmente. Poderá querer matar ou morder alguém, mas isso não é possível.

Tudo isso, contudo, pode ser feito com um travesseiro. Um travesseiro é iluminado, é um buda! O travesseiro não irá reagir, não irá processar você. Não se tornará seu inimigo, não fará absolutamente nada. O travesseiro ficará feliz, rirá de você.

 
 
Retirado do site: http://portaldosanjos.ning.com/group/oshodhara/forum/topic/show?id=3406316%3ATopic%3A390748&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

quinta-feira, dezembro 30, 2010

2011: ano regido por mercúrio - Graziella Marraccini

Ao se aproximar o início de 2011 em nosso calendário ocidental, os astrólogos, juntamente com outros ocultistas, procuram oferecer orientações a fim de ajudar as pessoas a entrarem em sintonia com as energias cósmicas que irão prevalecer no ano que virá. Muitos são os métodos usados e todos eles são válidos, consolidados pela tradição esotérica, por essa razão existe uma grande liberdade de escolha e cada um irá escolher aquele método, ou aquela previsão, que mais lhe agradar intuitivamente.

A astrologia, assim como muitas outras ciências, permite várias interpretações que dependem de tradições diferentes. A Astrologia hindu é diferente da chinesa que é diferente da muçulmana que é diferente da ocidental. Mas todas elas têm seu valor, pois transmitem conhecimentos milenares de sabedoria e conhecimento. Por essa razão todo esse cabedal é útil para servir de orientação na programação do novo ano. Com a visão da astrologia ocidental, tentarei esclarecer algumas das formas usadas para escolher o Regente do Ano.
Os astrólogos mais esotéricos buscam nos antigos caldeus este dado que é baseado na chamada Estrela dos Magos, uma estrela de sete pontas onde são colocados o Sol, a Lua e mais cinco planetas (aqueles que são visíveis a olho nu e que eram conhecidos na antiguidade). A sequência em que são colocados os planetas não é clara, pois não segue a ordem lógica (de afastamento dos planetas em relação ao Sol ou em relação à Terra, por exemplo) e não vamos esclarecê-la neste artigo.
Os Caldeus utilizavam as regências na seqüência mostrada pela figura abaixo, contando o Ano Zero sempre como sendo o Ano regido pelo Sol. E como encontrar o Ano Zero? Simplesmente dividindo o ano em questão pelo número 7 (sete eram os planetas conhecidos e são vistos a olho nu) e obtendo como resultado um número de sobra. Esta sobra é o numero correspondente ao planeta regente do Ano. Quando a sobra for zero teremos então um ano Solar que iniciará novamente um ciclo. O último ano zero foi 2009.
Fazendo esse cálculo, 2011 nos deixa um número de sobra que é 2 e, portanto, num ano 2 o regente do ano seria o planeta Mercúrio como podem ver pela figura abaixo:



Mercúrio é o regente natural de dois signos: em Gêmeos é um Mercúrio de Ar e em Virgem é um Mercúrio de Terra. O planeta empresta suas qualidades arquetípicas do Deus Grego. Mercúrio era o Mensageiro dos Deuses. Esse planeta representa o intelecto, a razão, a lógica, a mente concreta e racional, nosso raciocínio.
Mercúrio é representado com asas nos pés por causa de sua rapidez em se deslocar. Era um Deus esperto, inteligente e conhecedor de inúmeros assuntos. Possuía muitos talentos, além daquele da comunicação verbal ou gestual, mas era muitas vezes enganador e usava de artimanhas para conseguir alcançar seus fins. Era representado também com um caduceu em suas mãos, que é um símbolo do conhecimento universal, da sabedoria na aplicação dos recursos da inteligência. Esse caduceu (bastão com duas serpentes entrelaçadas) é usado ainda hoje na medicina e na área da saúde e é o símbolo do conhecimento.
O Signo de seu Mapa Natal que contém Mercúrio descreve a sua receptividade e comunicabilidade e a forma com a qual você se comunica com os outros e assimila o conhecimento. A Casa que contém Mercúrio em seu Mapa Natal indica a área da sua vida onde você irá desfrutar das qualidades (ou defeitos) de Mercúrio e que será alvo de seu aprendizado, de suas análises e reflexões, ou seja, como será o foco de seus pensamentos.
A atuação do planeta, do ponto de vista da astrologia mundial, acontecerá principalmente na área das comunicações. Mercúrio aumentará a possibilidade das pessoas se entenderem, se sentarem à mesa das negociações, se comunicarem e se deslocarem em pequenas viagens. Regente da Casa III do Zodíaco, Casa de Gêmeos, ele estimula a assimilação e a troca do conhecimento, as pequenas viagens e deslocamentos necessários quando queremos fazer contatos, melhora as trocas comerciais de maneira geral e favorece a mídia e o jornalismo. Mercúrio também permite que as pessoas se sintam mais vivas e criativas, aproveitando melhor suas qualidades comunicativas e fazendo contatos estimulantes com vizinhos e amigos próximos. Sendo regente também da Casa VI, Casa que corresponde ao signo de Virgem, ele facilitará o dia-a-dia, o ambiente de trabalho, tornando nossas ações mais práticas e profícuas.
O Brasil irá se beneficiar com essa regência, já que Mercúrio é o regente natural de seu signo Solar, favorecendo nosso comércio e a economia de maneira geral. Focalizará o ambiente de trabalho, inclusive o doméstico e o emprego público. Podemos esperar, então, uma melhora na área comercial, nas transações e no comércio exterior e interior, um crescimento do ‘bolo’ produzido pelo trabalho. Um foco especial poderá acontecer na área da saúde e do ensino, duas influências ligadas ao signo de Virgem. A influência de Mercúrio, nesse caso, poderá ser salutar para estimular as pessoas a ‘colocarem as coisas em ordem’ nessas duas áreas. Afinal, no Brasil essas são áreas que necessitam de grandes faxinas, não é mesmo? Outra área estimulada pela regência será aquela da agricultura, que também se relaciona com Virgem.
De maneira geral, se você tem um pequeno comércio, Mercúrio estimulará seus negócios; se você estuda e deseja se formar ou defender uma tese, Mercúrio estimulará seu intelecto e sua capacidade de compreensão; se você está na área das comunicações, Mercúrio o/a ajudará a conseguir implementar suas idéias e seus conceitos, realizar publicações e edições; se você atua na área da saúde, física e mental, e nas profissões relacionadas aos signos de Gêmeos e Virgem, a regência de Mercúrio irá ajudar você a se realizar, conseguindo novos contatos, conquistas profissionais importantes e reconhecimento pelo seu trabalho.
Usando de forma positiva essas energias, você poderá crescer e realizar seus objetivos, mas precisará do esforço mental e de sua criatividade para alcançar suas metas. Fuja da superficialidade e procure focalizar um assunto por vez para não se desgastar intelectualmente. Não espere resultados rápidos sem empenho pessoal.

No momento da virada do ano, Mercúrio estará em Sagitário, indicando que neste ano haverá um aumento do turismo, do comercio exterior e ainda será ótimo para viajar ao exterior. Mercúrio em Sagitário indica também que precisaremos encontrar novas filosofias de vida, procurar respeitar as leis, desenvolver a tolerância pela opinião alheia e dar vazão ao livre pensar, arte da própria filosofia. Somente com a instrução e o conhecimento poderemos superar nossas limitações. Ao abrir nosso entendimento para alcançar novos horizontes, teremos uma maior amplitude na visão interior, não nos restringindo somente ao nosso pequeno “Eu”, ao nosso próprio umbigo, onde giramos sempre em torno de um mesmo ponto de vista.

CABALA

Na Cabala, a Sefiroth de Mercúrio chama-se HOD = ESPLENDOR, GLÓRIA. Representa psicologicamente a imaginação mental, o intelecto, o pensamento e raciocínio, a inteligência absoluta ou perfeita. Esta Sephiroth é a ‘oitava inferior’ de HOCHMAH (Urano), onde está representada a inteligência em seu estado puro, a intuição. Aqui, em Hod, ela se manifesta na nossa capacidade de raciocinar, comunicar e compreender os conceitos abstratos.


Imagem mágica: Um hermafrodita.
Nome Divino: ELOHIM TZABAOT (Deus das Legiões do Bem e da Concórdia)
Arcanjo: MIGUEL ou MIKAEL (Perfeito em Deus).
Planeta: MERCÚRIO
Cartas do Tarot: Os quatro OITO.
Cor em Briah: Alaranjado.
No Corpo Humano: corresponde aos órgãos respiratórios e às mãos e braços.


Vista-se com algo de cor alaranjada na virada do ano. Coloque uma vela amarela ou branca para o Arcanjo Miguel guiar seus passos ao longo de 2011! As margaridas amarelas ou brancas são adequadas para os rituais de final de ano.
Veja no meu livro “A Magia que Vem dos Astros” (encontra-se no meu site para dowload gratuito) como fazer outros rituais mágicos para o amor, prosperidade, saúde e paz!


Feliz 2011!


ARCANJO MICKAEL - O ANJO REGENTE DE 2011




Invocação do Arcanjo Miguel


"Arcanjo Miguel, Luz de Eloi pelos raios do Sol, invoco a vossa hoste divina: protegei-me na luta pela minha sobrevivência e combatei comigo contra as ciladas dos egos demolidores. Hoste da milícia celeste, precipitai sobre mim os vossos raios de luz; tornai-me invisível aos inimigos e transmutado aos desafetos; imune aos embustes e ciladas; invulnerável aos acidentes e à língua vingativa. Trazei paz ao meu dia, alegria em minha casa e harmonia entre os meus. Seja eu convosco em sintonia agora e para todo o sempre. Amém."


TÔNICA PARA 2011

• Realinhar formas de comunicação •


• Desenvolver a coragem e determinação •


• Praticar a percepção de tudo a seu redor •


• Garimpar pensamentos e sensações positivas •


• Policiar raciocínio dedutivo e a auto-expressão •


• Captar o que se instala no mundo e em sua vida •


• Patrulhar conquistas e fracassos como fatores naturais •


• Cultivar a força interior através do Mental Concreto e da inteligência •


MIKAEL OU MIGUEL - REGENTE DE MERCURIO

"Por: Miriam Carvalho"


Salmo 118 - elemento: fogo sutil (Espada/Balança)


Seu nome significa "Príncipe da Luz", grito de batalha. Comandante do Exército Celeste. Controla as chamas, quando acender uma vela peça para queimar tudo que é passageiro e permissão para o eterno brilhar.


Preside também os raios solares.
Os raios solares destroem as trevas e trazem a luz.
Padroeiro dos policiais, Arcanjo da coragem, defende e protege.
Hierarquia angelical - Arcanjos - Ancora com flores.
São os lideres entre os anjos, os generais do céu.
Estão ligados aos espíritos planetários.
Auxiliam os homens nas situações de perigo físico.


Retirado do site: http://portaldosanjos.ning.com/group/arcanjomiguel/forum/topic/show?id=3406316%3ATopic%3A390109&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

quarta-feira, dezembro 29, 2010

2011 - BUSCAR E CONCILIAR

É comum em todas as transições de um ano para outro, que recebamos inúmeras mensagens com votos de felicidade, prosperidade, saúde, etc...

Claro que tudo isso é importante, contudo, decidi lhes escrever algo diferente...
Antigamente eu acreditava que determinadas coisas só aconteciam comigo, mas no decorrer da vida, identifiquei que aquilo também acontecia com muitas outras pessoas.
Por diversas vezes, me senti como um “peixe fora d’agua”, parecia que eu não fazia parte do contexto em que eu vivia, ou que estava inserido.
O fato é que, em minha adolescência / juventude, em muitas ocasiões, eu era assolado por uma angustia enorme, e buscava por algo que nem eu mesmo sabia identificar.
Ficar sozinho só piorava o quadro, mas independente de onde, ou com quem eu estivesse, a angustia me oprimia o coração. Era uma busca intrigante...
Isso tudo gerava uma ansiedade desmedida, e por conta disso, eu estava sempre insatisfeito com a vida. Eu sentia que me faltava algo...
Mas o que ?!
É difícil de explicar, mas o fato é que eu procurava por algo fora de mim...
Eu procurava por algo que me trouxesse paz interior, eu procurava por algo que me desse sentido à vida... Eu procurava por um milagre.
Essa é uma busca solitária... e cada qual constrói o seu caminho com base em suas próprias escolhas.
O fato é que, aquilo que eu tanto buscava jamais esteve fora de mim...
E jamais seria encontrado se não tivesse invertido o foco, de fora para dentro.
Hoje entendo bem a diferença entre solidão e solitude...
Solidão é a falta do outro...

Solitude é viver bem consigo mesmo... Hoje eu sei...
Após essa fase... após ter acesso a paz interior...
E após encontrar a pessoa mais importante da minha vida... ( eu mesmo )
Identifiquei outra necessidade... Saber Conciliar...
Conciliar tudo e todos...
Viver é até fácil... mas conviver... é uma arte !
Nunca foi simples entender a si mesmo...
Imagine então... entender os outros...
Cada qual com suas características...
Virtudes e defeitos...
Potencialidades e limitações...
Forças e fraquezas...
Tenho como bordão de vida, me perguntar... “ O que tem pra hoje ?!”
Bem...
Hoje eu tenho que finalizar aquele assunto...
Hoje eu tenho que ver aquela pessoa...
Hoje eu tenho que viajar...
Hoje eu tenho que ver meus filhos...
Hoje eu tenho um almoço com meus pais...
Enfim... “Hoje” ...é um dia de cada vez.
Viver consiste exatamente em usufruir cada momento...
Seja bom ou não...
E cada momento bem vivido, lhe traz a possibilidade de viver mais e melhor... conciliando as possibilidades...
Conciliando as atividades...
Conciliando os encontros...
Conciliando a família...
Conciliando o trabalho...
Conciliando o lazer...
Conciliar... também é uma arte...
Por isso então...
Desejo que em 2011...
“Suas buscas lhe tragam as respostas... e que você saiba conciliar sabiamente tudo aquilo que é importante pra você”
O que tem pra hoje ?!
Faça acontecer !!!
FELIZ 2011



Carlos Guerrinni

Site do autor: http://www.carlosguerrinni.com.br/

sábado, dezembro 25, 2010

Mudança - Clarice Lispector


Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os seus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama... Depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de tv, compre outros jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor.
A nova vida. Tente. Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete, outro creme dental... Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco. Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.

Lembre-se de que a Vida é uma só. E pense seriamente em arrumar um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda !
Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!


***Texto de Clarice Lispector

quinta-feira, dezembro 23, 2010

SONETO DE DESPEDIDA


Uma lua no céu apareceu
Cheia e branca; foi quando, emocionada
A mulher a meu lado estremeceu
E se entregou sem que eu dissesse nada.


Larguei-as pela jovem madrugada
Ambas cheias e brancas e sem véu
Perdida uma, a outra abandonada
Uma nua na terra, outra no céu.


Mas não partira delas; a mais louca
Apaixonou-me o pensamento; dei-o
Feliz - eu de amor pouco e vida pouca


Mas que tinha deixado em meu enleio
Um sorriso de carne em sua boca
Uma gota de leite no seu seio.

Vinicius de Moraes

A mudança esta Acontecendo


SABEDORIA DOS ANJOS com Sharon Taphorn
15 de Novembro de 2010


Reserve algum tempo para descansar, recuperar-se e se afastar de tudo se você não estiver seguro em relação ao próximo passo.
Você sonhou com a mudança, e agora ela está chegando. Com esta mudança vem algumas decisões que podem alterar a sua vida e nem sempre são as mais fáceis de tomar. Há muitas escolhas e caminhos que podem levá-lo aonde você quer ir. Todos o levarão aonde você quer ir: alguns são apenas mais curtos ou menos cansativos do que outros.
Como você quer entrar neste tempo de mudança? É evidente que esperamos. Sua orientação Angélica é que reserve um tempo para que esteja realmente seguro. Faça uma revisão e conclua as tarefas inacabadas e tire um tempo de outras atividades mundanas, enquanto você faz isto tanto quanto possivelmente possa. Use este momento para meditar e clarificar o seu mundo físico, emocional e mental. Deixe-os em ordem e em equilíbrio, de modo que possa ter toda a energia que deseje para se concentrar nas mudanças que estão também acontecendo em seu reino espiritual.
Aproveite o tempo para uma prática espiritual diária de meditação.
Você é ternamente amado,
Os Anjos



Texto retirado do site: http://fraternidadebranca-luzdanovaera.blogspot.com/2010/11/mudanca-esta-acontecendo.html

A Direção do seu Desejo


Nós vemos muitos de vocês (Seres adoráveis que vocês são) fazendo o pior disto inúmeras vezes. E você sabe por que você faz isso? Por razões muito bem-intencionadas. Você faz o pior disto porque, em todo nível de seu Ser, você entende que é suposto sentir-se bem e que é suposto que as coisas caminhem bem para você. E quando não acontece assim, você fica como que apavorado até mesmo nos níveis mais profundos, há alguma coisa que faz você querer gritar “Alguém deveria falar com alguém sobre isto! Alguém deveria chamar alguém e alguém deveria fazer algo, de forma que minha vida ficasse melhor", porque você nasceu com esta promessa em si. Você nasceu sabendo que é o centro do Universo. Você nasceu sabendo que os recursos do Tudo-Que-É o apoiaria. Assim, quando algo errado lhe apavora, entendemos sua consternação. Entendemos quão frustrante deve ser ou quão incapaz você deve se sentir. Mas queremos lhe dizer, tudo o que você tem que fazer é fazer o melhor esforço que puder, exatamente agora, para fazer flutuar um pouquinho na direção do que você quer – esse é todo o trabalho.
A cada momento do dia, você tem estas facilidades, onde você pode se aproximar mais da direção de algo que você quer ou se distanciar do algo que você quer.
Você quer exigir que o mundo lhe dê o que você quer. E nós dizemos “o mundo não pode lhe dar o que você está exigindo”. O mundo está lhe dando o que você está merecendo. O mundo não pode lhe dar o que você está exigindo; o mundo está lhe dando o que você está oferecendo vibracionalmente e ninguém pode mudar o que você está oferecendo vibracionalmente – só você. Pensamos que a razão pela qual você pode não ser tão bom nisso ainda é que você quer mudar muito e muito rápido. Você quer a manifestação de mudar, exatamente agora. E queremos que você simplesmente aproveite essa oportunidade para moldar sua vibração. Porque quando você aproveita essa oportunidade para moldar sua vibração e essa e aquela e aquela outra e essa aqui, não apenas você se sente melhor ao longo do caminho, não apenas você encontra atendentes mais amigáveis no balcão, não apenas se alavanca mais do que faz as pessoas se sentirem horríveis, você se sente melhor ao longo de seu caminho. Sua jornada fica mais e mais iluminada. E, sim, as manifestações que lhe alcançam, as pessoas com quem você se encontra, elas são equivalentes às facilidades vibracionais que você põe a funcionar na estrada.
Você é o criador de sua própria realidade porque c é o escolhedor do pensamento exatamente agora. Não seja duro consigo. Se você está em um lugar onde está de mãos e pés atados, onde está com as tripas na garganta, se sentindo horrível, não se sinta mal. Não se debata consigo mesmo por não ser capaz de escolher o melhor pensamento que você poderia ter. Apenas escolha o melhor pensamento que você pode encontrar a partir de onde está. Em outras palavras, flutue gentilmente na direção do que é importante para você. E antes que você tome conhecimento, seu caminho se tornará mais luminoso e mais doce e mais luminoso e mais doce. E as pessoas que olham você dirão “Você sabe, você me surpreende. As coisas ficam bem em todos os lugares aonde você vai”. Por que é assim?” E você diz "eu espero isso”. E muitas delas dirão “Afff!” Elas não querem escutar como você espera que as coisas dão certo. Elas dirão “Oh, isto é porque você é rico. Oh, isso é porque você tem um séqüito que lhe acompanha”. Prometemos a você, nenhum séqüito pode resistir à sua corrente. Não há ninguém no mundo que possa preparar seu caminho para você, você sabe. Vocês todos são ricos como todo mundo é porque todos vocês têm os recursos do Universo na ponta dos dedos. E quando você aproveita o tempo, quando você se interessa o bastante para aproveitar o tempo para encontrar o pensamento que o leve ao melhor sentimento, agora, você está se movendo para algo que será agradável.
A cada passo que você dá, você está marchando para uma manifestação. E se você se sente bem enquanto está pisando - você está marchando, marchando, marchando para as coisas que vão lhe deleitar quando você chegar ali. E se você é intratável, se está infeliz, frustrado, se está se sentindo culpado, bravo, odioso, vingativo, medroso, deprimido - você está marchando, marchando, marchando para coisas que vão aumentar este sentimento de depressão, de raiva, de frustração. Em outras palavras, o modo como você se sente tem que trazer mais coisas que façam você se sentir da maneira como se sente.
Quanto melhor é, quanto melhor é, quanto melhor é, pior fica; quanto pior é, pior fica. Você não pode desafia as Leis do Universo. Por favor, pare! Pare de tentar usar suas palavras e suas ações para as coisas que a atitude, o modo e a vibração atuem. Em outras palavras, molde-se. Faça o trabalho vibracional antes de fazer a ação trabalhar; a ação estará a uma fração do que tem sido.
Se você aproveitar o tempo para fazer o trabalho vibracional primeiro, você não terá que oferecer tanta ação.
Você começará a descobrir que as coisas que são importantes para você simplesmente se desdobram para você porque o Universo está na ponta de seus dedos. As fadas do Universo estão aí para você. Você é o centro de um séqüito enorme que pretende lhe agradar.
E quando você, através da decifração magnífica do contrate, dá à luz um rojão de desejo, aquele rojão de desejo é devidamente notado, entendido e absolutamente concordante por causa de todos os recursos do Universo. E agora tudo o que você tem que fazer é entrar na complacência vibracional daquilo pelo qual você está pedindo (Não é bom saber disso?).
Há três passos no Processo Criativo:
Passo Um: você não tem que se preocupar; o contraste faz com que você realize esse passo. O contraste faz com que você deseje ou se foque ou prefira.
Passo Dois: não é seu trabalho, de qualquer maneira. A Fonte e todos os seus recursos respondem ao seu pedido. Isto é, o alinhamento vibracional. Este é aquele ponto da relatividade vibracional que acontece instantaneamente.
Assim, seu único trabalho é o Passo Três. E o Passo Três é:
Eu consigo encontrar um pensamento exatamente agora que me faça sentir melhor do que o pensamento que tenho tido? Isto é tudo o que o Passo Três é. Encontrar um pensamento que me faça sentir uma vibração (ou um sentimento) de alívio. Assim, há a permissão do que eu quero ou a não permissão do que eu quero. Há a permissão do que eu quero ou a resistência ao que eu quero. Você está praticando a arte da permissão ou a arte da resistência. Quando você está flutuando em direção das coisas que quer, está praticando a arte da permissão. Quando está flutuando nas coisas que você não quer, está praticando a arte da resistência. E a cada dia e a cada momento de sua experiência de vida é um reflexo perfeito do como você está flutuando. (Bom).
Abraham
Fonte:Esmeralda Gipsy em http://seresdeluzemharmoniacomanatueza.ning.com/


Texto retirado do site: http://euescolhoaluz.blogspot.com/2010/11/direcao-do-seu-desejo.html

A UM AUSENTE


Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.


Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?


Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.


Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste.


Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, dezembro 22, 2010

Sonhos e Relação com Vidas Passadas

Entrei nesta página tentando amenizar algumas dúvidas que vem permeando os meus pensamentos nos últimos dias. Bem, há uma música que sempre que a escutava sobrevinha uma nostalgia, saudade que, costumava comentar com quem estava por perto, não sabia identificar de que. Até aí nada de mais, se não fosse o fato de eu posteriormente ter conhecido uma pessoa ao som desta música, e que, desde então praticamente todas as noites tenho pesadelos o envolvendo, e ele também tem pesadelos constantes comigo. Além disso há muitos outros fatos anormais que permearam este encontro e a relação a partir daí. A minha pergunta é, isso tem alguma ligação com vidas passadas? R.D. (por e-mail)



O corpo espiritual deixa o corpo físico durante o sono. Enquanto um descansa, outro serve-se da momentânea "liberdade" para interagir, aprender ou simplesmente vivenciar novas experiências. Sonhando, somos suscetíveis a impressões provenientes do espírito porque não estamos absorvidos por nosso consciente. Isto quer dizer que a maior parte de nosso controle está repousando, assim como nossa racionalidade. Portanto, é mais fácil captar impressões. No corpo espiritual, somos muito mais capazes de ver as pessoas queridas e nossos mentores e, eventualmente, prever eventos ou rever vidas passadas.
Sabemos, sim, que os pesadelos podem significar recordação de vidas passadas, esquecidas em nosso inconsciente ou a ação espiritual do encontro com outros espíritos. Geralmente, causam uma emoção perturbadora e forte aflição. Não há como diagnosticá-los objetivamente. Quando se relacionam a vidas passadas, comum é o desencavar de sentimentos ou sensações de experiências vividas, dramáticas ou violentas, que nos causam medo. Se você recordar os pesadelos, verá que são situações que se repetem e que demonstram um temor íntimo que voltem a ocorrer na vida presente.
Durante o sono, quando não suficientemente seguros ou esclarecidos, entramos em contato com seres que buscam o mal. Por isto, antes de dormir é conveniente que peçamos a Deus sua proteção para que possamos ter sonhos instrutivos e saudáveis.
Especificamente sobre seus sonhos e a possível relação com vidas passadas, acredito que haja mais que mera possibilidade nisso. Certamente, ambos tem uma "história de vidas" que se entrelaçam e que, por alguma razão, precisam compreender para levar adiante a jornada dessa existência. Mas isto não é algo que vocês conseguirão descobrir de um dia para o outro. A vida, como sabemos, é aprendizado e não nos furtamos das lições a que temos que passar.
Antes, prefira entender tais sonhos (ou pesadelos) como um recado para aproximar-se das coisas da espiritualidade. A nostalgia que sentia pela música e o reconhecimento dessa pessoa devem ser encarados como um presente e não como um fardo.
Passem a cultivar o hábito de orar antes de deitar-se, dirigindo-se a Deus e aos seus espíritos protetores, pedindo força, discernimento e proteção durante a noite. E, na ocorrência de pesadelos, ao invés de buscar acordar para livrar-se do problema, busque (ainda que seja difícil) dirigir uma prece a Deus e aos mesmos espíritos bons, pedindo auxílio. Afinal, há protetores que nos ajudam e elevam e que igualmente participam de nossas experiências de cada dia. Precisamos, então, dominar esta realidade e viver positivamente no bem para que contornemos nossas imperfeições, nossos medos e enfrentemos nossas dívidas. Pense que precisamos e temos toda a proteção necessária, mas que necessitamos fazer nossa parte para que os bons espíritos possam nos ajudar de maneira eficaz.




Marcos Grignolli


Imagem: por Dare Darlington


EXTRAÍDO DE: http://www.partidaechegada.com/2010/12/sonhos-e-relacao-com-vidas-p...
FONTE: BLOG PARTIDA E CHEGADA




Retirado do Site: http://portaldosanjos.ning.com/group/sonhos/forum/topic/show?id=3406316%3ATopic%3A385383&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

Liberdade de Ser Você



AME VOCÊ!

Eis que um óvulo foi fecundado. Neste momento, toda uma herança de dois seres está se juntando para dar vida a um outro. Genética e ancestralidade, físicas e espirituais se unem. Existe aqui todo um contexto social, religioso, cultural, uma época em que este novo visitante se encontrará. Toda a sua estrutura psicológica se manifestará conforme o todo que ele estiver inserido e ao nível de conexão que ele tem com sua história ligada a outros tempos.
Nada conseguimos só, porque desde o nosso nascimento a dualidade foi demonstrada. As religiosidades de todos os tempos vislumbraram, através dos Mestres criadores de seus seguimentos, a Aurora de um tempo glorioso, um tempo em que o homem tem livre-arbítrio e o direito à eternidade.
Contudo, esta não é a nossa realidade de uma forma geral. "Os bons herdarão a Terra", disse Jesus. Sim, o Paraíso é aqui, mas por que não conseguimos enxergá-lo? Pelo mesmo motivo que faz de tempos em tempos nascerem homens e mulheres que tentam nos despertar para nós mesmos, para a realidade suprema de nosso ser. Esse também é o papel das catástrofes, das mudanças climáticas súbitas, das doenças, de tudo que nos impacte de alguma forma.
Ser um Buda é estar consciente de Si Mesmo, do seu Self, como disse o psiquiatra suíço Jung. É saber quem e o que você é. É integrar a sua realidade física com a sua realidade espiritual, de forma equilibrada e centrada, é liberar todas e quaisquer amarras que ainda o prendem num estado de total dependência e cegueira em relação à Verdade.
"Em verdade, em verdade vos digo, quem não nascer de novo não entrará no Reino nos Céus". Um Mestre que esteve na Grécia alguns anos antes de uma das manifestações do Cristo afirmava para seus discípulos que o Céu e o Inferno são estados de consciências e que estão dentro de cada um de nós.
Assumir só o lado Céu não inteligente de nenhuma parte, porque como diziam os sufis: "quem não morrer não poderá conhecer Deus". Existe coisa mais terrível que a morte? Mas, ela é inevitável e é real. Acontecerá você querendo ou não. Mas, a morte que os sufis falam é simbólica, é a morte para a inconsciência, para a inércia do espírito.
Todas as religiões antigas se dividiam em duas partes: uma aberta e outra esotérica, fechada para poucos. E era nessa parte fechada que se encontram os sacerdotes, os estudantes dos Mistérios da Vida, os esotéricos e os magos.
Elas não visavam retirar o homem da realidade física. Mas, trazer a espiritualidade para o mundo manifesto, o mundo físico, porque só assim seremos úteis para a espiritualidade.
A Verdadeira Comunhão Cósmica não ocorrerá enquanto estiver presos aos velhos e ultrapassados conceitos, formulados por idealistas que já se arrependeram do que disseram em outras vidas. Tem que liberar, soltar, romper, desbloquear, deixar ir tudo o que não serve mais.
Vivemos presos ao que fomos e a onde estamos. Temos medo de ousar e de entrar em nós mesmos. Temos pavor do que podemos encontrar. A Sombra é tudo aquilo que negamos e se intensificará a medida que negarmos olhá-la.
Libertar-se significa curar a si mesmo e toda a sua linhagem física e espiritual que está em você com toda a coragem e a desbravadura de um Guerreiro que sabe o que quer e onde quer chegar. Os caminhos são muitos e nem sempre são fáceis. Porque os grandes rompimentos acontecem conosco, com tudo o que nós acreditamos ser corretos, com nossos julgamentos e idéias preconcebidas, com valores mofados e éticas que só valorizam o seu comodismo.
Ter a Liberdade de Ser Você é a promessa Divina, Divindade essa que habita o nosso coração, o nosso Ser, que somos nós mesmos, que é o outro, que é o Tudo.




ALL LOVE
Nelson Matheus



Retirado do site: http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=24522

PEGADAS NA AREIA


Uma noite eu tive um sonho...

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor e através do céu, passavam cenas da minha vida.
Para cada cena que passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia: um era meu e o outro era do Senhor.
Quando a última cena passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia e notei que muitas vezes, no caminho da minha vida, havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiosos do meu viver. Isso me aborreceu deveras e perguntei então ao Senhor:
- Senhor, Tu me disseste que, uma vez que resolvi te seguir, Tu andarias sempre comigo, em todo o caminho. Contudo, notei que durante as maiores atribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo porque nas horas em que eu mais necessitava de Ti, Tu me deixaste sozinho.
O Senhor me respondeu:
- Meu querido filho. Jamais eu te deixaria nas horas de provas e de sofrimento. Quando viste, na areia, apenas um par de pegadas, eram as minhas. Foi exatamente aí que eu te carreguei nos braços.


Do livro "Pegadas na areia" - Margareth Fishback Powers - Ed.Fundamento



terça-feira, dezembro 21, 2010

É Verão


O verão no hemisfério sul começou oficialmente às 21h38min. Se na terça-feira as temperaturas já passaram dos 30°C em diversos municípios, a quarta-feira deve mostrar ainda mais a cara da nova estação.
Com o sol brilhando desde cedo, chegou a passar dos 30º em varias cidades do país, é tempo de se cuidar e cuidar de quem você ama!!! Muito protetor solar, sombra e água fresca... (como diria minha avó!), não se esquecendo do chapeu...
 Agora que a época de praia começou, nunca é demais alertar as pessoas para os: Vitamina para bronzear


Cuidados com o Sol

Abuse do protector, use chapéu, evite a praia nas horas de maior calor e proteja as crianças. As roupas sintéticas e escuras defendem melhor a pele.
O Sol tem um efeito benéfico sobre o estado de espírito e é indispensável para certas funções corporais, como a síntese de vitamina D. Mas a exposição excessiva provoca o envelhecimento precoce da pele. Além disso, pode ser responsável pelo aparecimento de lesões cancerosas.
Evite-o durante as horas mais quentes do dia, entre as 11 e as 17, e aplique frequentemente protector solar.
Informe-se sobre o seu tipo de pele  para determinar o tempo máximo de exposição solar e o índice de proteção necessário.

Até aos 6 meses, não leve os bebés à praia e, até um ano, evite a sua exposição direta ao Sol. Proteja as crianças com creme solar de índice elevado, t-shirt e boné.

•Para qualquer tipo de pele, o protetor deve ter um índice mínimo de proteção de 15. Se a sua pele for muito clara, tiver problemas cutâneos ou hipersensibilidade (manchas ou ardor, por exemplo) à luz do Sol, use um protector com índice mínimo de 30.

•Coloque o protector cerca de uma hora antes de se expor, para que a pele o absorva bem. Repita a operação em cada 2 ou 3 horas e após mergulhar, mesmo que o rótulo refira que é de longa duração ou à prova de água.




Além de filtro solar, os dermatologistas recomendam outro cuidado para quem quer ficar no tom do verão: comer cenoura, batata-doce, abóbora, beterraba, mamão papaia, manga, brócolis e espinafre. Eles são ricos em betacaroteno. O nutriente, que confere às frutas a cor amarela e alaranjada nas folhas, ele é camuflado pelo verde da clorofila, é empregado pelo organismo para formar a vitamina A e reforçar a co-loração do bronzeado.


“A substância também ajuda a barrar uma parte dos raios ultravioleta A, responsáveis pelo envelhecimento precoce e pelo câncer de pele”, revela o dermatologista Humberto Ponzio, de Porto Alegre. Para ativar o poder bronzeador, o ideal é ingerir três cenouras diariamente. “O betacaroteno funciona ainda como se tingisse a pele internamente, mesmo na ausência de raios solares”, esclarece o dermatologista José Carlos Greco, de São Paulo.


PERIGOS DO EXCESSO DE ALIMENTOS QUE BRONZEIAM


O teste da palma das mãos: Para saber se você está ingerindo grandes quantidades de betacaroteno, observe a palma das mãos. Se ela fica amarelada, é sinal de acúmulo da substância. Para o estoque na pele diminuir e a coloração desaparecer basta interromper a ingestão. “O betacaroteno também tende a se depositar mais em áreas oleosas, como a testa e as costas”, explica Humberto Ponzio.


Suco bronzeador

Ingredientes:


• 1 copo pequeno de suco de laranja
• 1/2 beterraba crua e 1 cenoura média
Modo de fazer: Centrifugue a cenoura e a beterraba e misture ao suco de laranja

Se você quer um tom de pele bonito no verão, consuma os seguintes alimentos um mês antes de lagartear na praia: cenoura, abóbora, manga, espinafre, pimentão, brócolis, couve, melão, mamão papaia, tomate, beterraba e melancia
Cuidado!
Quem tem a pele muito clara deve controlar a dose de betacaroteno. Há o risco de surgir um tom amarelado artificial. Já nas pessoas morenas a coloração produzida pelo nutriente tende para o dourado.


Sem riscos sob o sol



O verão exige cuidados durante a prática de atividade física. Se a temperatura corporal subir demais pode haver encrenca: cãibra, fraqueza, tontura e desmaio. Fazendo a coisa certa, nada disso acontece.


por Priscila Boccia
colaboradores Bianca Grassetti / Rogério Maroja


Pingar de suor significa que o corpo luta para manter seus 37 graus Celsius de praxe. A molhadeira nada mais é do que uma estratégia do organismo para resfriar a pele e, assim, impedir que a temperatura vá às alturas. É por isso que durante o exercício, quando cerca de 75% da energia produzida com os movimentos se transforma em calor, a camisa tende a ficar encharcada. Depois de uma hora de atividade moderada sob o sol, chega-se a perder 1 litro e meio de água. Praticar exercícios quando o clima está quente exige mais do sistema de refrigeração corporal — o que pode ser perigoso. “O organismo passa a produzir cada vez mais suor. Isso diminui o volume do plasma sangüíneo, comprometendo não apenas o mecanismo de perda de calor, mas também o sistema cardiovascular e a própria capacidade de realizar exercícios”, chama a atenção Luiz Oswaldo Rodrigues, fisiologista da Universidade Federal de Minas Gerais. Cãibra, fadiga, tontura e desmaio são sinais de que a temperatura do corpo está passando do ponto.
Ignorá-los é bastante arriscado. O organismo pode sofrer hipertermia — ir muito além dos 39° C e parar de funcionar. “Quanto menos condicionada a pessoa estiver, mais rápido os sintomas aparecerão”, avisa Rodrigues. Por isso, se você não está acostumado a malhar, não invente de patinar no calçadão, correr na areia ou fazer trekking em pleno meio-dia sem antes se preparar. E, mesmo que seja fã antigo de exercícios, maneire no verão.

 As estratégias para o calor e se exercitar numa boa


Para evitar problemas ao malhar no calor do verão, a primeira medida é diminuir o ritmo. “A intensidade e a duração da atividade física devem ser menores”, aconselha o fisiologista Paulo Zogaib, do Centro de Medicina Preventiva e do Esporte do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Fuja, claro, dos horários mais quentes do dia, com sol a pino. Outro cuidado importantíssimo é a hidratação, que precisa ser feita antes, durante e depois do exercício. “O certo é beber água mesmo sem sentir sede”, afirma Laíra Campêllo, especialista em Medicina do Esporte da Universidade Federal de São Paulo. Tenha como referência a orientação médica: tomar cerca de 300 mililitros de água (um copo grande) a cada 20 minutos de atividade física. Assim, você repõe o líquido e os sais minerais perdidos durante a transpiração. Daí é mais difícil sofrer cãibras, visão turva e mal-estar.


Quem preferir pode tomar bebidas isotônicas, mas sem achar que, por causa disso, estará mais protegido. “Só os atletas têm benefícios trocando a água por esses preparados”, desmistifica Laíra. E, claro, nunca é demais avisar que a cerveja, tão querida pelos brasileiros no verão, não serve para reidratar o corpo. “A ação diurética da bebida faz com que a pessoa perca mais líquidos do que ingeriu, piorando o quadro”, alerta Paulo Zogaib.


Quem pratica atividade física na piscina sofre menos desconforto, desde que não entre na água aquecida — um risco e tanto. “Em poucos minutos a pessoa pode ter hipertermia, pois a troca de calor com a água é quatro vezes mais rápida do que com o ar”, avisa Cláudia Forjaz, professora de fisiologia da Universidade de São Paulo. Já procurar espaços ventilados para se exercitar ajuda — e muito. “O contato com o ar mais frio resfria a pele”, explica a fisiologista. Um parque cheio de árvores, com vento e sombra de sobra, é o cenário perfeito para mexer o corpo na época mais quente do ano.



Com que roupa?
Tirar a camisa para malhar não alivia o calor. “A radiação do sol direto na pele esquenta ainda mais”, destaca Cláudia Forjaz. Não é à toa que jogar vôlei na praia apenas de sunga ou biquíni cansa um bocado. Para se proteger, o ideal é usar roupas claras — elas refletem os raios solares — e leves. Se o calor for muito intenso, vale molhar com água uma camiseta de algodão. Outra opção é vestir um daqueles tecidos hi-tech com mecanismos que facilitam a transpiração. “Alguns têm furinhos em formato de cone que auxiliam na evaporação do suor”, conta Zogaib.


Além dos limites de segurança
O que pode acontecer se você não tomar cuidado ao se exercitar no calor


• Cãibras
A perda de sais minerais na transpiração perturba o chamado equilíbrio eletrolítico, que garante o bom funcionamento dos músculos. Daí surgem os espasmos, mais freqüentes no abdômen e na panturrilha (batata da perna).


• Síncope
Na falta de bons goles de água ou suco para reforçar a hidratação, o volume de sangue diminui. A pressão arterial cai, gerando fraqueza generalizada, tontura, palidez e desmaio.


• Exaustão
Se o volume sangüíneo cai demais, o sistema cardiovascular não consegue garantir o fluxo de sangue para todo o corpo e entra em pane. As células em geral ficam desidratadas, o que provoca descoordenação, vertigem, dor de cabeça, náuseas e vômito.


• Choque térmico
Se a desidratação é intensa, o suor diminui e a pele fica seca e quente. A temperatura ultrapassa os 39° C e danifica os mecanismos termorreguladores. Há risco de morte.


Primeiros socorros


O que fazer para brecar o processo de hipertermia
• Remova a pessoa para a sombra ou para um local com ar refrigerado;
• Retire as roupas e resfrie o corpo dela com ventilador ou compressas de água gelada, começando pela cabeça;
• Se a pessoa estiver lúcida, force-a a ingerir água, soro caseiro ou suco de frutas;
• Mantenha os pés elevados acima da cabeça;
• Não use antitérmicos;
• Monitore a temperatura. Se estiver acima dos 39° C, é hora de correr para o hospital.




Problemas são maiores em lugares úmidos


O ideal é deixar o organismo se acostumar ao ambiente antes de começar a se exercitar. Além da temperatura, o corpo precisa se acostumar à umidade relativa do ar, que varia de cidade para cidade. “Ambientes muito úmidos dificultam a evaporação do suor”, esclarece o fisiologista Luiz Oswaldo Rodrigues, da Universidade Federal de Minas Gerais. Resultado: mesmo com o rosto molhado, a pessoa não consegue abaixar a temperatura corporal. Em locais muito secos, também há riscos, pois a perda de água é extremamente rápida. Daí a importância da aclimatação — deixar o corpo se acostumar com essas variáveis antes de partir para a ação. “Durante viagens, é bom esperar uns três dias para retomar a rotina de exercícios”, indica Rodrigues. Segundo dados do Ministério da Agricultura, o Pará é o estado mais quente e úmido do país. O campeão da secura é o Ceará. Apesar do calor, o Rio de Janeiro costuma ter umidade na medida certa.

 Os mecanismos para esfriar o corpo


Entenda como o organismo reage diante do calorão


• Suor
O hipotálamo, região do sistema nervoso, estimula as glândulas sudoríparas a retirar água e sais minerais do plasma sangüíneo para jogá-los na pele através dos poros. Ao entrar em contato com a pele quente, o suor se evapora, o que ajuda a dissipar o calor. Por isso, se você enxugar o suor, impedindo que haja a evaporação, vai continuar esquentando.


• Vasodilatação
Há sensores de temperatura por toda a pele. Eles avisam ao cérebro que o corpo está aquecido. Ao receber essa mensagem, o hipotálamo aumenta o fluxo sangüíneo nas regiões superficiais do corpo para que o sangue se resfrie — é por isso que o rosto fica avermelhado. Daí, mais fresco, o sangue circula pelo organismo ajudando a abaixar sua temperatura.



Fonte: http://saude.abril.com.br/especiais/verao/conteudo_266786.shtml

 Imagens retirdas da Internet.






PARE DE RECLAMAR






Nota Stela: Abaixo, trechos da Introdução do livro "Pare de Reclamar e Concentre-se nas Coisas Boas" de Will Bowen (editora Sextante), que achei muito interessante, por isso compartilho com todos os leitores do Blog. Achei a idéia dos 21 dias fantástica e vou começar já! Elástico colorido no pulso... e mãos à obra! Sei que não será uma tarefa fácil, mas estou me propondo a realizá-la. Acho até que seria muito bom se todos participassem com comentários, aqui na mensagem, sobre esta idéia e/ou comentando sobre seus progressos, caso queiram aderir, é claro... :o)


"

 O segredo para transformar sua vida está em suas mãos. Não acredita? Pois eu já vi acontecer com muita gente. Li e-mails e cartas e recebi telefonemas de pessoas que encararam um desafio que mudou sua existência: ficar 21 dias consecutivos sem reclamar, criticar ou falar mal dos outros. No fim desse período, elas desenvolveram um novo hábito. Ao se tornarem conscientes de suas palavras e se esforçarem para mudá-las, modificaram sua forma de pensar e começaram a recriar suas histórias. Diversas pessoas me contaram sobre relacionamentos que melhoraram, carreiras que progrediram e vidas que se tornaram mais felizes.
Conheci um homem que sofria de dor de cabeça crônica. Todas as noites, ao chegar em casa depois de um longo dia de trabalho, ele dizia à mulher quanto sua cabeça tinha doído. Ao perceber que se queixar não resolvia nada, ele decidiu fazer um esforço para deixar de falar nas dores de cabeça.
Esse homem se chama Tom Alyea. Ele não sente mais dor de cabeça e se transformou no coordenador sênior do programa Mundo Sem Reclamações, um dos voluntários que ajudaram a fazer com que isso acontecesse.


Menos dor, mais serenidade e alegria... Que tal? Não é apenas possível. É provável. Lutar conscientemente para reformatar seu disco rígido mental não é uma coisa fácil, mas você pode começar agora e em pouco tempo é provável que tenha uma vida muito melhor.


A idéia é simples. É preciso criar um sistema de monitoramente das reclamações, críticas e fofocas. Você pode usar uma pulseira roxa do movimento Sem Reclamações, utilizar de elástico no cabelo em volta do punho, ou colocar uma moeda ou pedrinha no bolso, mudar a posição da sua aliança e do seu relógio ou mesmo mover um peso de papel sobre a sua mesa. O importante é que você deve mudar algum objeto de posição sempre que se pegar reclamando, criticando ou falando mal dos outros. (...) É o ato de mudar a posição que planta as sementes no fundo da sua mente, tornando-a consciente de seu comportamento. (...)


Para enfrentar o desafio dos 21 dias, você terá que seguir este passo-a-passo:
Escolha um sistema de monitoramento e coloque o objeto escolhido numa posição. Se for uma pulseira, por exemplo, coloque-a em um dos braços;
Ao perceber que está reclamando, falando mal dos outros ou criticando, mude o objeto de posição e comece a contagem de novo;
Se você ouvir uma pessoa que está participando do desafio se queixar, pode avisá-la de que deve trocar sua pulseira, elástico, anel, peso de papel, etc. de lugar. MAS, se fizer isso, terá que mudar o seu objeto de posição primeiro, porque estará reclamando da reclamação dela;
Comece agora e não desista. Podem se passar meses até você conseguir completar os 21 dias consecutivos. A média é de quatro a oito meses. E relaxe.


Estou me referindo apenas a reclamações, críticas e fofocas que verbalizamos. Se sair da sua boca, conta – e você terá que começar de novo. Se você só pensar, não tem problema. Mas logo descobrirá que mesmo a reclamação em pensamento vai desaparecer à medida que o processo avançar.
A reclamação é uma epidemia no mundo de hoje, por isso não se espante quando descobrir que você também se lamuria bem mais do que imaginava.


Neste livro, você aprenderá o que é uma reclamação, por que nos queixamos, quais são os benefícios que pensamos receber ao nos lamuriarmos, como a queixa é destrutiva e como podemos contribuir para que as pessoas à nossa volta parem de reclamar também. (...)
Reclamar é se concentrar no que não queremos, é falar sobre o que está errado. E tudo aquilo em que concentramos nossa atenção se expande. Assim, para ajudar as pessoas a eliminar a reclamação de suas vidas, essas pulseiras serão um ótimo estímulo.
Vamos desafiar as pessoas a usar as pulseiras e tentar passar 21 dias sem reclamar, porque acredito que 21 dias é o prazo necessário para transformar um novo comportamento em hábito. Vamos encorajá-las a mudar a pulseira de braço sempre que se queixarem e a começar tudo de novo.
E, se a pessoa reclamar, ela pode deixar para recomeçar no dia seguinte, ou seja, tirar uma folga e passar o resto do dia reclamando? Não. Ela deverá trocar a pulseira de braço e recomeçar na mesma hora. A idéia é nos conscientizarmos das ocasiões em que a reclamação acontece para, quem sabe, evitá-la da próxima vez que estiver prestes a ocorrer. (...)


Juntem-se a mim. Vamos ficar 21 dias consecutivos sem reclamar, criticar ou falar mal da vida alheia. Mesmo que leve três meses ou três anos, nossa vida vai melhorar muito. Não desistam.


Reclamar é falar de coisas que você não quer, em vez de falar daquilo que você quer.


Quando nos queixamos, usamos as palavras para nos concentrarmos no que não é como gostaríamos. Nossos pensamentos criam nossa vida, e nossas palavras revelam o que pensamos. Vou repetir essa frase, porque, se você não aprender nada mais com este livro, espero que guarde isto: NOSSOS PENSAMENTOS CRIAM NOSSA VIDA, E NOSSAS PALAVRAS REVELAM O QUE PENSAMOS.


Estamos, cada um de nós, criando nossa própria vida, o tempo todo. O truque é pegar as rédeas e levar o cavalo na direção que queremos seguir, em vez de ir para onde não queremos. Sua vida é um filme escrito, dirigido, produzido e estrelado por – adivinhe? – VOCÊ. (...)


Você está criando sua própria vida a cada momento por meio de seus pensamentos. Hoje, as pessoas estão mais atentas a esse fato, e isso deve promover uma importante mudança na consciência do mundo. Começamos a perceber que a vida, a sociedade, a política, a saúde, enfim, o estado do mundo é a materialização dos nossos pensamentos e das ações que eles produzem.
Essa idéia não é nova – filósofos e professores repetem isso há milênios. Mas ela parece estar finalmente atingindo uma compreensão universal nos dias de hoje.


“Vai! Como creste, assim te seja feito!” Jesus, Mateus, 8:13


“O universo é a mudança; a vida é o que o pensamento faz dessa mudança” Marco Aurélio


“Somos formados por nossos pensamentos. Nós nos tornamos o que pensamos”. Buda


“Mude seus pensamentos e você mudará seu mundo” Norman Vicent Peale


“Você está hoje onde seus pensamentos o trouxeram, e estará amanhã onde seus pensamentos o levarem”.
James Allen


“Nós nos tornamos aquilo em que pensamos” Earl Nightingale


“O mais alto estágio da cultura moral é quando reconhecemos que precisamos controlar nossos pensamentos”. Charles Darwin


“Por que somos os mestres do nosso destino, os capitães de nossa alma? Porque podemos controlar nossos pensamentos”. Alfred A. Matapert


Nossas palavras revelam o que pensamos, e nossos pensamentos criam nossa vida. As pessoas oscilam entre ondas positivas e negativas. Na minha experiência, nunca conheci ninguém que assumisse ser negativo. As pessoas realmente não percebem quando seus pensamentos estão sendo mais destrutivos do que construtivos. As suas palavras podem transmitir isso aos outros, mas elas próprias não conseguem escutar. Essas pessoas podem reclamar sem parar – eu fui uma delas -, mas a maioria, eu inclusive, se considera positiva, animada, otimista e motivada.
É vital controlar nossa mente se quisermos recriar nossa vida.
O Movimento Sem Reclamações nos ajuda a perceber exatamente em que ponto nos encontramos e se estamos exprimindo nosso lado positivo ou negativo. E então, quando começamos a mudar a pulseira ou qualquer outro objeto de posição, passamos a prestar atenção em nossas palavras – e em nossos pensamentos. Quando prestamos atenção em nossos pensamentos, podemos mudar e remodelar nossa vida da forma que escolhermos. A pulseira, o elástico ou o anel ajudam a criar uma armadilha para a nossa própria negatividade – e a expulsá-la para que nunca mais volte. (...)


Assim que lancei o desafio, descobri pessoalmente como essa transformação poderia ser difícil. No primeiro dia, fiquei cansado de tanto trocar a pulseira de um braço para o outro. Percebi que reclamava o tempo todo. Quis desistir, mas todos na igreja estavam me observando. Depois da primeira semana, o melhor que consegui fazer foi mudar a pulseira de posição apenas cinco vezes no mesmo dia. Mas, logo depois, voltei à marca de uma dúzia de trocas por dia. Mesmo assim, segui em frente. Nunca tinha me considerado uma pessoa muito propensa a reclamações, mas estava descobrindo o contrário.
Enquanto lutava para não reclamar, nem criticar, nem falar mal dos outros, sentia-me ao mesmo tempo desencorajado e feliz por não ter notícias da repórter do Star. Embora achasse a idéia do movimento boa, certamente não considerava meu próprio desempenho brilhante e não queria assumir isso publicamente.


Perseverei.
Finalmente, depois de quase um mês, consegui passar três dias consecutivos sem reclamar. (...)
Descobri que tinha mais facilidade quando estava com determinadas pessoas, e menos com outras.
Com tristeza, percebi que minhas relações com alguns indivíduos que eu considerava bons amigos eram pautadas pela expressão de nossa insatisfação sobre qualquer assunto do qual falávamos. Comecei a evitá-los. A princípio eu me senti culpado, mas notei que passei a reclamar menos. Mais importante: fui me sentindo mais feliz. (...)


Há duas coisas sobre as quais a maioria das pessoas concorda:
1. Há reclamações demais neste mundo.
2. O mundo não é do jeito que gostaríamos que fosse.
Na minha opinião, existe uma correlação entre essa duas percepções. Nós nos concentramos no que está errado, em vez de dar atenção à nossa visão sobre o que é um mundo feliz, saudável e harmonioso. Agora você também faz parte disso. Você pode transformar o mundo simplesmente se tornando um exemplo de mudanças positivas. Pode ajudar a criar um Mundo Sem Reclamações. Faça isso em nome daqueles que estão à sua volta, mas, principalmente, faça por você mesmo.
Enquanto se torna mais feliz, você também estará contribuindo para aumentar o nível de felicidade nplaneta. Enviará vibrações de otimismo e esperança que ressoarão junto a outras pessoas com o mesmo intuito.
A antropóloga Margaret Mead escreveu certa vez que “nunca devemos duvidar que um pequeno grupo de cidadãos bem-intencionados e motivados possa mudar o mundo. De fato, essa é a única forma de fazê-lo”.
A onda continua a se espalhar."




Agradeço à amiga Cecilia J R Ferreira pela dica deste livro!


Site do Movimento Sem Reclamações:http://www.acomplaintfreeworld.org/

De elástico no pulso... desejo a todos muita LUZ!
(e perseverança...)


STELAMENSAGEM RETIRADA DO BLOGDE CORAÇÃO A CORAÇÃO

RETIRADO DO SITE: http://hannyaridemicael.blogspot.com/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...