sexta-feira, fevereiro 25, 2011

INTERPRETAÇÃO DE SONHOS



Uma mensagem dos Registros Akáshicos

canalizada por Jen Eramith MA,
em 24 de janeiro de 2011
Como podemos interpretar e entender nossos sonhos?A chave para interpretar seus sonhos é aprender a reconhecer e entender sua própria linguagem interna. Sua linguagem espiritual interna baseia-se no significado que você associa a símbolos e ações. Você encontrará muitos dicionários diferentes de simbologia de sonhos e outros recursos externos para analisar seus sonhos. Todos eles podem lhe ser útil, mas em última instância, a verdade sobre seus sonhos emergirá quando você explorar seu próprio significado pessoal. Por exemplo, digamos que um dicionário de sonhos lhe diga que um tornado nos sonhos representa caos. Mas quando você se pergunta qual é a primeira coisa que lhe vem à mente quando pensa em tornado, percebe que é agitação. Então, o tornado nos seus sonhos está lhe falando sobre agitação. Pode ser que esteja lhe falando sobre agitação e caos e como eles coexistem, mas sempre inclui o significado pessoal que você dá ao símbolo.


Você deve sempre procurar primeiro a sua linguagem pessoal, o significado que você dá ao mundo à sua volta. Este é o primeiro princípio e o mais importante para a interpretação de sonhos. Este também é o primeiro e mais importante princípio para interpretar seus próprios Registros Akáshicos ou sua própria intuição. É importante sempre perguntar primeiro a si mesmo: “O que isto significa para mim? Que palavras vêm à minha mente quando eu penso nisto? Que sentimentos afloram? Associo isto a alguma cor ou cheiro ou a uma lembrança em particular da minha vida?” Quando você recebe informação dos seus sonhos, ela vem através da sua mente com base na sua linguagem espiritual pessoal, por isto o significado pessoal que você dá as coisas deve ser explorado em primeiro lugar.

Aqui está um exercício que pode ser usado para encontrar sua linguagem pessoal. É sempre útil decompor seus sonhos em elementos simples.
Faça uma lista dos objetos que aparecem no seu sonho. Faça uma lista das pessoas ou personagens que aparecem no seu sonho. Faça uma lista simples dos eventos que ocorrem. Assegure-se de que seja simples – apenas duas ou três palavras que os descrevam. Desmembre-os em elementos simples e depois faça um exercício de livre associação, escrevendo, para cada um desses elementos, as quatro ou cinco primeiras palavras que lhe vierem à mente. Por exemplo, se você viu um pássaro no seu sonho, escreva “pássaro” na sua lista e, em seguida, ao lado dele, escreva uma lista de cinco palavras que vêm à sua mente quando você pensa em pássaros. Pensa em liberdade? Alegria? Leveza? Ou pensa que eles são assustadores? Imprevisíveis? Sábios? O que quer que venha à sua mente escreva-o ao lado do símbolo original – sem nenhum julgamento, e não precisa fazer sentido. Não julgue o que está vendo porque senão você poderá perder alguma parte da informação. Se fizer este exercício, analisando cada elemento separadamente, você poderá começar a entender alguns dos recados embutidos no seu sonho. Digamos que você associe pássaros com liberdade e que o pássaro do seu sonho esteja voando para longe. Neste caso, talvez esse sonho esteja lhe dizendo que você está perdendo sua liberdade. Este exercício funciona melhor se você conseguir fazer símbolos o mais simples possível. Objetos, personagens e ações são símbolos, assim como cores, movimentos (para cima e para baixo, por exemplo) e outros elementos descritivos.
Finalmente, é sempre útil considerar que cada elemento do sonho é um aspecto de você mesmo. É possível que às vezes você tenha sonhos proféticos, nos quais receba informações sobre outras pessoas ou sobre o que vai acontecer com elas, mas, em 90% dos casos, seus sonhos estão lhe dando informações sobre você mesmo. Eles estão lhe falando sobre aspectos de si mesmo e da sua jornada. Então, em geral você pode considerar que qualquer pessoa, objeto ou situação que ocorra nos seus sonhos seja um aspecto seu. Se viu sua irmã no sonho, explore o significado que você dá a ela e depois se pergunte como essas coisas fazem parte de você. O que sua irmã fez no seu sonho está lhe contando como essas suas partes estão se comportando ou como estão funcionando na sua vida.

Estes são os princípios básicos que você pode aplicar para a interpretação de sonhos. Depois, quando estiver pronto, poderá aplicar estes mesmos princípios à interpretação da sua intuição, incluindo as informações que vêm dos Registros Akáshicos. Lembre-se sempre que todos os livros e outros recursos que ajudam a interpretar sonhos podem ser úteis, desde que você ouça primeiro a sua linguagem pessoal. Então perceberá que os recursos externos como livros lhe darão insights adicionais e enriquecerão sua interpretação. Mas assegure-se de escolher livros e outros materiais que lhe sejam apropriados e deixe os outros de lado. Divirta-se! A interpretação de sonhos pode ser incrivelmente divertida e curiosa. Não se preocupe muito em acertar. Deixe que seja uma exploração daquilo que é seu por direito de nascença – enxergar além do véu e entender!


Os Artigos “Os Registros Akáshicos sobre…” são canalizados dos Registros Akáshicos por Jen Eramith MA para Akashic Transformations (http://www.akashictransformations.com). Nós o encorajamos a compartilhar esta mensagem com seus amigos e entes queridos, desde que mantenha seu conteúdo completo e que todos os créditos sejam dados à autora.


Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
http://www.luzdegaia.org/outros/diversos/sonhos.htm

Fonte: http://portaldosanjos.ning.com/group/sonhos/forum/topic/show?id=3406316%3ATopic%3A419558&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...