domingo, fevereiro 13, 2011

Relacionamentos saudaveis são a base da Prosperidade

por El Morya Luz da Consciência - nucleo.elmorya@terra.com.br

"Quando você engana o outro para conseguir o que quer, perde não só o que pensa que poderia conseguir, mas também o que ganharia se agisse de maneira menos egoísta. Toda tentativa egoísta de ganhar alguma coisa acaba causando perda e derrota, pois, essas atitudes não recebem o apoio do universo. Aqueles que tiram vantagem das pessoas podem ter grande determinação e habilidade, mas isso não faz com que recuperem a ligação que perderam com a energia de criação. Outros igualmente determinados se unirão e, apoiados por forças invisíveis, acabarão por vencê-los, pois, Davi sempre vence Golias. Não por ser maior e mais forte, mas porque a sua intenção é clara e ele tem amor no coração. Aqueles que tentam tirar vantagem dos outros serão vítimas das suas próprias ações equivocadas. Se você quer se abrir para a abundância tem que desistir da idéia de que pode ganhar alguma coisa com prejuízo do outro."
(trecho do livro O Milagre do Amor de Paul Ferrini)

Se você sente que a prosperidade não existe em sua vida, reflita: está mesmo conectado com a energia criativa responsável por ela?
Fala-se tanto em prosperidade, muitos caminhos nos são apontados, infinitas maneiras de alcançá-la e encontrar a felicidade. Eu perguntaria primeiro: alguém consegue ser próspero em um setor da vida e em outro não? Quando dizemos que alguém é próspero logo nos remetemos a "uma pessoa que não tem problemas para lidar ou ganhar dinheiro", e prosperidade (do Latim prosperitate) quer dizer: qualidade ou estado do que é próspero; felicidade; progresso; riqueza.
Como esses dons podem se limitar somente àquilo que ganhamos em moedas? Consegue aquele que é infeliz, avarento, que lida mal com a energia da criação, que usa o outro, ser próspero? Prosperidade, energia da criação, caráter espiritual e dignidade andam juntos.
Energia criativa precisa circular, não pode ficar parada e nem pertence a ninguém. O resultado que alcançaremos depende do relacionamento que estabelecemos com as pessoas, com a energia em si, e é imprescindível abrir mão dos planos do nosso ego.
Planos egóicos nunca consideram o bem de todos, e sim, manipulam pessoas e situações para alcançarem os resultados desejados, porém, aqueles que assim agem, arcam com as conseqüências desses atos, e uma delas é a perda do poder pessoal e, consequentemente da prosperidade. A força irradiante do Raio Azul do Poder e Vontade diminui sua atividade, empobrecendo o patrimônio de luz dispensado pelo Criador.
A pessoa busca insistentemente provar para ela mesma que seus propósitos são reais e não originários de seu ego, que sem realização nenhuma, esperneia de todas as maneiras possíveis para galgar um lugar digno de sua herança divina, porém, sem querer largar o orgulho, a mentira, a arrogância e as condutas indignas, este ser não consegue ser um receptáculo da luz imperecível e abundante.
A prosperidade que permeia o caminho de vida de um ser humano não se sustenta para aqueles que colocam obstáculos para a fluidez da energia universal, principalmente se emperrarem também a vida de outras pessoas.
Se observarmos o cotidiano de alguns seres humanos, principalmente daqueles que não são prósperos, veremos a confusão instalada em suas casas, com sujeira e acúmulo de coisas velhas e inúteis, a maneira pobre de pensar em todos os sentidos, a dificuldade de transformar gastos em investimentos, a avareza, mas, principalmente, a maneira de se comportar em seus relacionamentos: com cobranças pelo investimento que pensam ter feito no outro(a) e, como não recebem aquilo que acham ter direito, se revoltam com o universo.
Passam a vida atrás da felicidade, da prosperidade, mas são pobres de relacionamentos, de alegrias e de prazer. Relacionamentos são sempre um desafio, porém, estão na base da prosperidade. Pessoas que vivenciam relacionamentos prósperos refletem isso em todos os setores de vida.
Se os relacionamentos fracassam constantemente, então são formados pelos motivos errados, onde a base é: "o que eu posso tirar do outro, e não "o que eu posso acrescentar". Relacionamentos prósperos são ainda aqueles onde podemos ser quem somos de verdade.
Quando a prosperidade não entra em nossa vida, duvidamos até da justiça divina, mas seria mais correto pensarmos no seguinte: "aquilo que esperamos de nosso próximo e também dos Seres de Luz, devemos, na medida do possível, retribuir".
Essa é a lei da Justiça divina, aquilo que almejamos para nós, devemos desejar também para todos. Não existe segredo para ser próspero, existe justiça, e amor.


Vera Godoy


Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=25090

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...