sábado, março 19, 2011

Autoestima


Ninguém é tão enganado por qualquer pessoa quanto por si mesmo. É muito fácil enganarmos nosso próprio eu, basta que acreditemos. Tentamos cobrir, com palavras, nossas pequenas realizações e terminamos por acreditar em nossas desculpas. Devemos nos enxergar no espelho e admitir que o inimigo mais poderoso que temos somos nós mesmos, nosso próprio eu. Neste mundo, há pessoas sábias que aprendem com suas próprias experiências. E pessoas afortunadas que aprendem com as próprias experiências e, também, com as dos outros. Existem também pessoas tolas, que não aprendem com as próprias experiências e nem com a dos outros. Deus não escolhe favoritos. Somos nós que escolhemos o caminho. A pessoa sábia compreende bem isto e sabe que não existe paz sem caos, nem há descanso sem tensão, ou riso sem tristeza. Tampouco vitória sem luta. É o preço que a vida nos impõe, do mais simples ao mais bem sucedido dos mortais. Não devemos nos esconder às sombras das desculpas enquanto o nosso tempo passa.
Tudo o que vale a pena, conquistar leva tempo. Tudo o que nos vem fácil, acaba com a mesma facilidade. A paciência e o tempo são mais eficazes que a força das paixões. Passo por passo, pensamento por pensamento, com simplicidade é como se constrói o nosso caminho. Com a devida atenção, descobriremos, na nossa própria experiência vivida, a chave para transformar o nosso futuro. Dos erros, construímos acertos. O passado nunca será um caminho a ser desperdiçado. Seja honesto consigo. Não há nada que não possamos realizar. Basta querermos. Valemos tanto o quanto acreditamos valer.

Fonte: Diario de Um Peregrino (Gui Botti)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...