sábado, maio 28, 2011

Aprendendo com a Rejeição

Como cada um de vocês lida com a rejeição? Como se sentem quando a vida coloca à sua frente, vinda de alguém inesperado, ou alguém que amamos verdadeiramente, profundamente - eis que aparece um sentimento de afastamento, de ruptura, de brusco distanciamento, sem qualquer motivo real, simplesmente assim...acontecendo - bem ali diante de nossos olhos, do nosso coração?
Dizer que não dói, é se enganar...dizer que é fácil, também...
O coração une, aproxima, quebra barreiras, faz pontes...essa é a natureza do amor...ligar...
A mente fraciona, divide, pulveriza...e por analises infindáveis, muitas vezes deduz a partir da imaginação, de sonhos....e atitudes tomadas a partir dos sonhos tem grandes chances de serem enganosas, danosas...dolorosas...
Mas, somos eternos aprendizes. Estamos aprendendo sempre. E lidar com a rejeição, com a injustiça também faz parte da vida, logo precisam ser vistos com atenção e com o coração aberto...sempre...
Sei que todos já viveram situações semelhantes, e tiveram as mais diversas reações.
O mais importante é colocar luz e consciência em tudo que nos acontece, seja lá o que for.
A impermanência da vida é a única regra. Por isso, aprender a lidar com a rejeição, o desafeto, a injustiça, os afastamentos, separações....também são excelentes lições que a vida nos trás, e nenhuma dessas situações deve ser perdida para que possamos nos conhecer mais e mais.
Centrados na consciência, podemos ver claramente que nada nos atinge verdadeiramente. Tudo que acontece, acontece ao ego, acontece à periferia. A tormenta, as tsunamis... acontecem ao ego. Se estamos identificados com ele, fatalmente somos levados, e ficamos a deriva como um tronco boiando, sem rumo...confusos, perdidos...
Mas a consciência de que não somos o ego, e sim que temos um ego - lidamos no mundo com ele - mas nosso Ser é infinitamente mais amplo, lidamos com esses eventos da vida com uma tranquilidade muito maior....inclusive, não julgamos quem nos rejeita, nem quem nos julga...compreendemos que não foi "alguém" fazendo nada, e sim a própria existência escolhendo aquela situação em nós para mais um aprendizado...
Tudo passa, sejamos passantes também...
Não reter é a lei mais preciosa. Não reter significa amar, acolher, tirar lições e transcender...
E mesmo os eventos sombrios, frios, tristonhos...mesmo nos vales da vida, podemos permanecer centrados, ancorados no coração confiante, radiante...
A luz da consciência jamais se apaga. É ela que verdadeiramente ilumina o caminho...é para isso que estamos aqui..aprender com cada situação que a vida nos trouxer...
O Amor tudo toca, mas nada sequer toca o verdadeiro Amor...
Amor e consciência são sinônimos.
Se passamos por momentos de desamor, injustiça, abandono, rejeição, ainda assim, mesmo aí é possível acolher com amor cada palavra, cada gesto, cada silencio, cada lágrima...
Nada supera o Amor-consciência..
Nem mesmo a morte...pois a morte só alcança aquilo que não somos nós de fato...
O Ser, nossa natureza verdadeira, essa é absolutamente intocada, é divina, é imortal...


Lilian


Fonte: Ventos da Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...