quinta-feira, junho 16, 2011

Mistérios do Número Doze - A Magia das Horas


"Aqui são executadas, mediante o fogo, as obras da Luz eterna".
12a. Hora - Nuctemeron
Apolônio de Tiana


Quando bem compreendidos, os números tem outro significado
O relógio é divido em doze horas e existe o mistério das 12 horas ( meia noite ). É um mistério elevado que mostra o infinito dento do finito, o eterno-agora. Quando é meia noite, por menor que seja a fração de tempo sempre é possível dividi-la sucessivamente "ad infinitum".
O momento exato da meia noite somente existe a nível de infinito e Jesus nasceu a meia noite mostrando que Ele nunca nasceu no plano material pois Sua existência é no plano infinito.
Romances e lendas dizem que ser fatídica a " batida das doze horas " da noite. As batidas do relógio à meia noite tem uma significação esotérica e mágica muito importante. É a hora em que os galos começam a cantar. Hora dos grandes mistérios, na realidade há segredos sobre a 12a hora que o iniciado evita revelar aos profanos.
Existe uma Sublime Ordem em que uma das iniciações liga-se ao grande mistério da 12a hora. Inicia-se exatamente à meia noite com as batidas compassadas de um relógio e as palavras de Apolônio: "AQUI SÃO EXECUTADAS, MEDIANTE O FOGO, AS OBRAS DA LUZ ETERNA".  Poucos sabem o que significa esse fogo referido no mistério da 12a hora.
Diz J. V. Rijckenborg: " ... o Nuctemeron de Apolônio de Tiana relaciona-se não somente com o Caminho do Desenvolvimento do homem, considerado isoladamente, mas relaciona-se também, e ao mesmo tempo, com a projeção da Onimanifestação!". "Devemos possibilitar, mediante a auto-rendição e serviço amoroso dedicado ao Mundo e à humanidade, que dê provas de se estar claramente lapidado para servir de espelho à lua do Sol Astral Universal, e refletir, em nosso mundo obscuro, suficiente brilho da Eternidade.."
Que fogo é esse, então! - É ainda Rijckenborg, mestre rosacruz e gnóstico: "Esse Fogo pode, com razão ser chamado Força Divina por isso o mago deve recordar diariamente a conhecida advertência: Aquele que está de pé, que cuide de não cair!"
O mago aprende a trabalhar com o Fogo Astral, assim adquire poderes sobre grandes forças em muitos aspectos será "o mais poderoso:.E assim, se tentar estimular o mau uso dessas possibilidades e forças, para aplica-las em assuntos bem terrenos. Em Razão disso, e em razão da lei magnética da ligação o obreiro poderá tonar-se vitima e correr perigo; poderá, de novo, ficar aprisionado no cárcere plantetário. Assim todos aqueles que trabalham com forcas cósmicas, precisa estar muito vigilante para não cair numa cilada"
Aquele que souber dispor das forças ligadas ao mistério da 12a hora, mistério gnóstico do doze está sujeito a três grandes perigos: O mistério da 12a hora desenvolve em outras capacidades o poder o poder de discernir os espíritos, e depois poderá provar, antecipadamente, todo espirito se ele provém de Deus ou não. A ele é dado o poder de dominar espíritos e submeter os gênios da natureza.
Na Bíblia podemos ter um relato disso em Daniel. Com domínio máximo ele foi colocado dentro de uma fornalha quente e coisa alguma lhe aconteceu.
O domínio dos princípios de Apolônio dão ao homem grande poder que a quase totalidade deles não sabe administra-los razão pela qual os que adquirem esse tipo de saber via de regra acabam vítimas do próprio conhecimento.
As doze batidas da meia noite assinalam o momento em que os Magos Brancos comunicam-se mentalmente entre si. É a hora em que os "Iniciados" de alguns sistemas recebem mentalmente ensinamentos essenciais de elevados níveis. É a hora de contacto cósmico, a hora em que "Os mestres do Carma" revelam as suas presenças.
Baseado no mistério das doze horas APOLÔNIO DE TIANA dividiu os mistérios em 12 grupos e descreveu-os veladamente em O Nuctemeron. São em doze horas distribuído o domínio da Iniciação segundo APOLÔNIO, sendo a principal a da 12a hora.
Não é pequeno o número de superstições ligadas à meia noite, à "batida da meia noite", à "batida das doze horas" tanto do dia quanto da noite são temidas.
Podemos dizer que a respeito do doze há bases ocultas inerente a muitos mistérios, o que não acontece com o número treze que embora seja considerado fatídico, e em torno do qual somam-se muitas superstições, nele não existem princípios cósmicos envolvidos nele. Dá-se exatamente o contrário no que diz respeito ao doze em que há leis cósmicas importantes que se fazem sentir.
Há no universo princípios físicos que por alguma razão estão ligados ao doze e por isso não é sem razão que o dia e a noite são divididos em períodos de l2 horas. Há um marcador cósmico inerente ao Sol que determina que assim seja.
No universo há 12 focos de energia direcionados e que a terra em seu giro anual atravessa-os. Mas muito mais intenso é o ponto solar.
De um determinado ponto do Sol emerge um grande foco especial de Luz e cuja irradiação diz respeito ao lado oculto da vida, à atuação da energia sutil sobre toda a terra e sobre. O meridiano de um lugar à cada hora se posiciona diante desse foco de irradiação cujo efeito se manifesta sobre todas as estruturas existentes na terra. Cada coisa existente responde a seu modo a essa irradiação.
De um ponto solar esse foco se projeta em leque o qual é atravessado pela terra em seu giro de 24 horas. Esse leque ao nível da órbita planetária tem uma largura que a terra necessita cerca de uma hora para atravessai-lo. Dentro dessa faixa há um ponto pique, um ponto de intensidade máxima que o meridiano de um lugar cruza-o exatamente ao meio dia. É uma irradiação que não é deita pela superfície do planeta, ela a terra de lado a lado, e a sua ação se faz mais intensamente no lado oposto ao sol, isto é no lado noite. Essa maior intensidade noturna é decorrência da ausência de outras irradiações presentes na atmosfera da terra e que estão presentes no lado durante o dia.[1]
A radiação do grande foco solar não é único, existem mais onze cujo leque a terra atravessam à cada hora, mas mesmo que sejam importante estão distantes do poder que daquele que estamos mencionando. Por isso cada hora tem a sua peculiaridade, muitas peculiaridades físicas, mas na maioria deles o fundamental é o poder a nível de energia sutil.
O dia poderia ser assinalado por frações de tempos diferentes, maiores ou menores que uma hora. Poderia ser divido em frações de 30 minutos, por exemplo. Porque 60 minutos? - Porque este é o tempo em que a terra em seu giro leva para atravessa a um dos leques de irradiação dos 12 focos de irradiação solar, os marcadores solares. São doze o número de focos cósmicos irradiações e em cada giro a terra a cada hora está sob a influencia de um deles, sendo o mais significativo de todos aquele correspondente a 12 horas. São focos com características peculiares e que podem ser utilizados de uma forma eficientíssima por que conhece-lhe os mistérios, os poderes inerentes.
Em algumas palestras já falamos a respeito da importância da energia sutil no organismo. Dissemos que ela tem haver com a reprodução celular, a sexualidade, a vitalidade, os fenômenos psíquicos, etc. Por isso a meia noite é momento mais preciso quando se manipulam determinadas energias. É o momento de maior eficiência em qualquer tipo de manipulação energética que envolva o nível sutil. Por essa razão é que é uma hora própria para as operações mágicas na natureza, hora das bruxas, dos magos e dos místicos. A hora em que a magia da natureza se faz presente com maior intensidade.
O segredo dos magos é conhecer momentos precisos e saber como utiliza-los, e de que forma manipular as forças siderais em momentos definidos. Saber o que pode ou não pode ser feito nas diferentes horas, como utilizar a magia inerente à meia noite.
A literatura é rica em romances, contos, e lendas a respeito da relação entre a meia noite e os vampiros, lobisomens e outros seres fantásticos.
Podemos dizer que isso não é apenas ilusão, há um conteúdo de verdade por detrás de tudo isso que parece fantasia. Transformações biológicas incríveis podem se manifestar a nível de corpo energético em momentos preciso. Uma pessoa pode conhecer d e ter domínio sobre tudo isso mas como dissemos antes, a maioria sucumbe diante do poder...
Esses doze pontos tem haver com doze canais ( meridianos de Acupuntura ) através dos quais a energia QI ( energia vital ) flui através do organismo.
Não é somente do Sol que jorram energias ligadas à vida na terra. No universo existem outros pontos de real significação. Durante séculos a astronomia ignorou isso até que foram descobertos os pulsares, que segundo a astronomia são como que jorros de colossais de radiações emitidas por estrelas colapsadas de giro muito rápido. A medida em que um pulsar gira escapa dele irradiação de forma intermitente e assim eles funcionam como se fossem verdadeiros faróis. Os pulsares são fontes de energia pulsante e a terra atravessa periodicamen-te esses feixes de energia que de alguma forma exercem influencias sobre a terra.
Citamos os pulsares apenas para que se tenha em mente que no nível comum de energia a ciência hoje reconhece a existência de raios de energia que se direcionam em todas as direções no espaço. Mas o que estamos revelando é algo um tanto diferente. A energia no universo se manifesta em níveis incomuns, ou seja em níveis diferentes daqueles que a ciência reconhece. Assim como a pessoa tem um campo de energia sutil de igual modo também o tem o universo. Assim como a energia sutil tem vias de condução e irradiações no corpo de igual modo existem as vias de energia cósmica no universo. São doze o número dos principais focos, que estão distribuídos regularmente no espaço.
Também há irradiação sutil a partir da Lua, da luz da lua. Meia noite de lua cheia é um momento de imenso poder mágico, um momento em que os magos fazem uso, tanto de um lado quanto de outro. A combinação do foco solares com o lunar infunde na natureza qualidades especiais que conferem naturalmente poderes estranhos a muitos seres e que muitos usamnos intencionalmente.
Citamos um tanto de conhecimentos ocultos mas não podemos dar maiores detalhes sobre isso. São conhecimento reservados aos "iniciados", mas que podem ser alcançados pelo buscador sincero e dedicado.
A mitologia Grega cita 12 trabalhos de Hércules. Nos trabalhos citados existe um sentido simbólico significativo.




Autor: José Laércio do Egito - F.R.C.
email: thot@hotlink.com.br

Notas:
[1] - Num primeiro momento pode parecer estranho a dia de que existe uma irradiação capaz de atravessar a terra de lado a lado. Na realidade não tem porque se estranhar isso desde que a própria ciência afirma que os neutrinos, partículas subatômicas de carga neutra, em número incontável atravessa a terra como se coisa alguma se opusesse a elas. Mas a radiação que a que estamos nos referindo não são neutrinos e sim algo a nível astral, é aquele fogo referido por Apolônio e pelos alquimistas e outros místicos.


EXTRAÍDO DE: http://www.joselaerciodoegito.com.br/site_tema393.htm

Fonte: http://portaldosanjos.ning.com/group/numerologia/forum/topics/misterios-do-numero-12-a

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...