sexta-feira, agosto 26, 2011

Silêncio



Em todas as áreas e sentidos o homem precisa refletir em suas ações. Primeiramente ele deve se afastar de tudo o que o cerca e que lhe traz muitas emoções com sentimentos que o afligem. Sua expressão é marcada, acionada pelas informações geradas pelo seu próprio cérebro conforme está vivendo num ambiente que lhe é familiarizado por tudo o que ali ele vive, existe.
Estou dizendo do homem ou mulher que está viciado em drogas, sexo ou outros. Vamos caminhar juntos nessas expressões. Quando o homem está só, ele gosta de viver aquela situação por um tempo. Logo ele se agrupa a outros e inicia uma socialização involuntária ou não.
Formado um grupo o mesmo começa a ter uma identidade. Que grupo social vem a ser aquele que está formado por pessoas? É um grupo social político, benfeitor, revolucionário, mediador, o que vem a ser? A partir do momento de um reflexo que é o espelho de cada pessoa, pois cada grupo é formado com ideias semelhantes de um e outro que se forma um grupo.
Por isso agrupam-se pessoas quando se tem afinidades numa mesma causa. Muitos se unem pelo amor, outros pela discórdia, outros pelas drogas, sexo, etc. O número maior hoje se tende a uma revolução social de destruição do seu próprio corpo que é emanação do seu Eu na falta de caráter, identidade. Não se achando, não se buscando um referencial a pessoa busca nas drogas e nelas principalmente uma válvula de escape.
As drogas para muitos acabam se tornando uma prisão. Prisão involuntária porque não aguentou a tal solidão. O fumo, a droga, é a sensação momentânea de vibrar uma emoção. Essa emoção preenche o Ser, engano-o na sua ilusão de que tudo está ficando bem. Na verdade essa ilusão destrói parte de seus sentidos e o homem começa a perder a razão, mas se defende ainda com o restante de amor próprio que ocupa o seu cérebro no sentido de sobrevivência. Por isso muitos jovens se drogam, alguns por compulsão acelerada por mecanismos de defesa, e artistas que se sentem donos de grandes multidões, mas se aparelham muito no seu sofrimento de mega estar e não saber mais como conduzir os seus próprios passos. Chamados de estrelas eles buscam uma identidade. Deveriam buscar na verdade o resgate do seu Eu e da sua personalidade. Porém o estrelismo começa a ofuscar e sua identidade fica numa sombra coberta de névoa sem saber quem é ele. Uma estrela ou uma pessoa? Nestes casos é necessário ser retirante. Retirar-se do dia a dia e com ajuda de um profissional ir buscar o que está se perdendo: sua identidade, moralidade, responsabilidade, conteúdo e o reflexo de seu próprio espelho que parece ter se quebrado em algum lugar. Quando existe o retiro e uma nova formação de grupo inicia-se o assédio de uma nova conduta. Reformar o seu Eu. Buscar com todo um novo rumo, expressar seus sentimentos, buscar um novo tempo, desmarcar os seus rótulos e apaziguar a sua mente.


Galileu dos Sons – ( AC)
Canalização – Violeta Vitória
Agosto 2011


Fonte: http://3visaovioletavitoria.blogspot.com/2011/08/o-silencio.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...