sábado, setembro 17, 2011

Palavras


Sinto-me preenchida...Transbordada por um vazio
que me completa...
Um interrogativo que me explica...
Um paradoxo que me justifica...
Como (sobre)viver num mundo condicionado pela
quimera da incerteza?
Como mensurar uma crença que supere a algia, a
expressão dolor que insite em nos recordá-la?
Não sei...Parece-me impossível o insensível...
Não nego...Acredito, mas tenho medo...
Sou exaustivamente composta pro angústias e temores...
Pensante, todavia incessante...
Ceticismo? Não, apenas não consigo gravitar na
certeza e isso me corrói...
Não superistimo o meu merecimento de respostas a
meus insensatos questionamentos, mas também não
subestimo minha necessidade de sublimar minhas
(in)constantes angústias...
E assim persisto...
Insisto no (im)previsto...
Enfim, existo.

Fonte: http://encantodefada.blogspot.com/2011/09/texto-da-amiga-petala-salvador-021110.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...