sexta-feira, maio 25, 2012

Roberto Carlos - Olha / Proposta / Falando Sério / Desabafo

Oração do Oferecimento





Se necessitas de virgens, Senhor,
se necessitas de valentes sob o teu estandarte
aí estão Clara, Teresa, Domingos, Francisco, Inácio…,
aí estão Lourenço, Cecília…

Mas se, por acaso, alguma vez precisares de um preguiçoso
e de um medíocre, de um ou outro ignorante, de um orgulhoso,
de um covarde, de um ingrato e de um impuro,
de um homem cujo coração esteve fechado e cujo rosto foi duro…,
aqui estou eu.

Quando te faltarem os outros, a mim sempre me terás.

(Charles Péguy)

MUDANÇA INTERIOR



Se eu não me respeito, abro portas em mim,

deixo entrar quem quiser, deixo que façam o que quiserem,

e nessa permissão, recebo críticas que destroem,

perco tempo com quem não interessa,


sofro por aceitar opiniões,



me perco em desilusões...




Se eu não me valorizo, fecho portas para mim,



o emprego fica pior, o desemprego ronda o meu dia,



a esperança vira utopia, os sonhos morrem.



Não acredito nem em mim, nem em ninguém,



é uma vida cinza, cheia de inveja, medo e sem sabor,



experimento o amargo do fel e do desamor.



Se eu não tenho mais fé em ninguém, me esvazio,


tento vencer com a força do braço, perco a sutileza,



deixo de insistir na primeira derrota,



perco batalha e perco a guerra,



o desânimo vive em mim.



Sem a fé vagueio pela Terra,



sem rumo e sem fim.



Se eu não me amo, entristeço-me,


não vejo as rosas, só os seus espinhos.



Na boca um gosto ruim de contradição,



vontade de brigar com o mundo, falta de humor.



As pessoas se distanciam, se afastam com razão,



sem amor somos frios, perdemos até a noção,



somos frutos verdes, que o vento lança ao chão,



pobre de quem nunca amou, de quem secou o coração,



é como zumbi sem rumo, é viajante sem direção.



Respeito, valorização, admiração, fé e amor,


tudo começa em você,



se você quer ter, precisa oferecer,



e só se pode oferecer aquilo que se tem.



Comece a mudança, comece em você!

Eu acredito em você!!!



(Jorge)


O que Rezar Diariamente?



1. Oferecimento de Obras: É a oração recomendada para fazer logo ao acordar. Os santos nos ensinam que, se queremos amar a Deus sobre todas as coisas, o primeiro pensamento do dia deve ser para Deus. Com essa oração, nós agradecemos a Deus mais um dia de vida e oferecemos a Ele tudo aquilo que faremos ao longo do dia.
2. Leitura do Santo Evangelho: É a leitura dos livros da Bíblia que narram a vida de Jesus: Mateus, Marcos, Lucas e João. Essa leitura é fundamental, pois é através dela que vamos conhecer e amar Jesus Cristo, vamos entender a fonte de toda a sabedoria humana e espiritual, vamos aprender, olhando para Jesus, o modo de nos comportarmos em cada situação da vida.
Tempo recomendado: 5 minutos por dia.
3. Leitura Espiritual: É a leitura de algum livro espiritual: sobre a vida de santos, textos que aprofundam algum aspecto da fé, que explicam alguma virtude cristã etc. Essa leitura é fundamental, pois nos ajudará a sempre progredir na vida espiritual, a entender cada vez mais a Deus e também os seus mistérios. Tempo recomendado: 10 minutos por dia.
4. Angelus (Anjo do Senhor): É a oração antiquíssima que se reza a Nossa Senhora ao meio-dia. Tem o objetivo de pôr Nossa Senhora no centro do nosso dia e da nossa vida.
5. Oração Mental: É a oração em que paramos um momento do dia para conversar com Deus. É diferente da conversa que estabelecemos com Ele ao longo do dia. Na oração mental, nós paramos TUDO para estar a sós com Ele. Sem ela, não temos ocasião para aprender tudo o que Deus tem a nos ensinar nem para intensificar nossa sintonia e nosso amor por Ele. É o momento de desabafar, encontrar consolo e luz. 
Tempo recomendado: 15 minutos por dia.
6. Visita ao Santíssimo: É a breve visita que fazemos a Jesus, que se encontra no sacrário das igrejas.
7. Terço, mas melhor ainda o Rosário: É a oração tão conhecida e amada por Nossa Senhora.
8. Três Ave-Marias antes de se deitar: É uma oração antiquíssima da igreja em que pedimos pela pureza do nosso coração e de todas as pessoas.
9. Exame de Consciência: É o momento no fim do dia em que repassamos as nossas ações e vemos o que fizemos de bom, de ruim e o que podemos fazer no dia seguinte para melhorar.
Garanto a todos que, se conseguirem incorporar pouco a pouco essas orações, o progresso espiritual será inimaginável!

«Te Deum»


«Te Deum»

Nós vos louvamos, ó Deus,
nós vos bendizemos, Senhor.
Toda a terra vos adora,
Pai eterno e onipotente.

Os Anjos, os Céus e todas as Potestades,
os Querubins e os Serafins vos aclamam sem cessar:
Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo,
o céu e a terra proclamam a vossa glória.

O coro glorioso dos Apóstolos,
a falange venerável dos Profetas,
o exército resplandecente dos Mártires
cantam os vossos louvores.

A santa Igreja anuncia por toda a terra
a glória do vosso nome:
Deus de infinita majestade,
Pai, Filho e Espírito Santo.

Senhor Jesus Cristo, Rei da Glória,
Filho do Eterno Pai,
para salvar o homem, tomastes a condição humana
no seio da Virgem Maria.

Vós despedaçastes as cadeias da morte
e abristes as portas do Céu.
Vós estais sentado à direita de Deus, na glória do Pai,
e de novo haveis de vir para julgar os vivos e os mortos.

Socorrei os vossos servos, Senhor,
que remistes com o vosso Sangue precioso;
e recebei-os na luz da glória,
na assembleia dos vossos Santos.

Salvai o vosso povo, Senhor,
e abençoai a vossa herança;
sede o seu pastor e guia através dos tempos
e conduzi-os às fontes da vida eterna.

Nós vos bendiremos todos os dias da nossa vida
e louvaremos para sempre o vosso nome.
Dignai-vos, Senhor, neste dia, livrar-nos do pecado.
Tende piedade de nós, Senhor, tende piedade de nós.

Desça sobre nós a vossa misericórdia,
porque em vós esperamos.
Em vós espero, meu Deus,
não serei confundido eternamente.



Como surgiu o Te Deum? Qual o seu significado? Quem responde é Dom José Palmeiro, abade emérito do Mosteiro de São Bento, no Rio de Janeiro.

“É um hino muito antigo, alguns atribuem até a Santo Ambrosio, Santo Agostinho, não é certo, mas já no século VI, São Bento mencionou o Te Deus. É um hino de louvor a Deus, de agradecimento. Este nome vem por causa das palavras iniciais, Te Deum laudamos, “a vós ó Deus louvamos”, e tem um sentido trinitário porque menciona três pessoas, fazendo com que nós nos unamos aos anjos quando dizem “A Ti todos os Anjos, a Ti os céus, e todas as potestades, a Ti os querubins e os serafins aclamam”.
“Então nos unimos à aclamação dos anjos a Deus, “Santo santo santo” – como na missa. É uma melodia muito bonita. Com este canto, também pedimos que venhas em socorro de teus servos. “Faze que com os teus santos sejamos levados à glória eterna”.

Te Deum




«Te Deum»

Nós vos louvamos, ó Deus,
nós vos bendizemos, Senhor.
Toda a terra vos adora,
Pai eterno e onipotente.

Os Anjos, os Céus e todas as Potestades,
os Querubins e os Serafins vos aclamam sem cessar:
Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo,
o céu e a terra proclamam a vossa glória.

O coro glorioso dos Apóstolos,
a falange venerável dos Profetas,
o exército resplandecente dos Mártires
cantam os vossos louvores.

A santa Igreja anuncia por toda a terra
a glória do vosso nome:
Deus de infinita majestade,
Pai, Filho e Espírito Santo.

Senhor Jesus Cristo, Rei da Glória,
Filho do Eterno Pai,
para salvar o homem, tomastes a condição humana
no seio da Virgem Maria.

Vós despedaçastes as cadeias da morte
e abristes as portas do Céu.
Vós estais sentado à direita de Deus, na glória do Pai,
e de novo haveis de vir para julgar os vivos e os mortos.

Socorrei os vossos servos, Senhor,
que remistes com o vosso Sangue precioso;
e recebei-os na luz da glória,
na assembleia dos vossos Santos.

Salvai o vosso povo, Senhor,
e abençoai a vossa herança;
sede o seu pastor e guia através dos tempos
e conduzi-os às fontes da vida eterna.

Nós vos bendiremos todos os dias da nossa vida
e louvaremos para sempre o vosso nome.
Dignai-vos, Senhor, neste dia, livrar-nos do pecado.
Tende piedade de nós, Senhor, tende piedade de nós.

Desça sobre nós a vossa misericórdia,
porque em vós esperamos.
Em vós espero, meu Deus,
não serei confundido eternamente.


Como surgiu o Te Deum? Qual o seu significado? Quem responde é Dom José Palmeiro, abade emérito do Mosteiro de São Bento, no Rio de Janeiro.
“É um hino muito antigo, alguns atribuem até a Santo Ambrosio, Santo Agostinho, não é certo, mas já no século VI, São Bento mencionou o Te Deus. É um hino de louvor a Deus, de agradecimento. Este nome vem por causa das palavras iniciais, Te Deum laudamos, “a vós ó Deus louvamos”, e tem um sentido trinitário porque menciona três pessoas, fazendo com que nós nos unamos aos anjos quando dizem “A Ti todos os Anjos, a Ti os céus, e todas as potestades, a Ti os querubins e os serafins aclamam”.
“Então nos unimos à aclamação dos anjos a Deus, “Santo santo santo” – como na missa. É uma melodia muito bonita. Com este canto, também pedimos que venhas em socorro de teus servos. “Faze que com os teus santos sejamos levados à glória eterna”.
http://diocesedeuruacu.com.br/blogparoquiaimaculadocoracaodemariaitapaci/?p=3424 

Oração do Abandono



Meu Pai,
Eu me abandono a Ti,
Faz de mim o que quiseres.
O que fizeres de mim,
Eu Te agradeço.

Estou pronto para tudo, aceito tudo.
Desde que a Tua vontade se faça em mim
E em tudo o que Tu criastes,
Nada mais quero, meu Deus.

Nas Tuas mãos entrego a minha vida.
Eu Te a dou, meu Deus,
Com todo o amor do meu coração,
Porque Te amo

E é para mim uma necessidade de amor dar-me,
Entregar-me nas Tuas mãos sem medida
Com uma confiança infinita
Porque Tu és... 
Meu Pai!

(Charles de Foucauld)

Lobos e ovelhas confrontam-se. Mestre Kuthumi - 22.05.2012



Irmãos, a paz vos desejamos. 

O Sol nasce para todos radiante de luz, vivificando a vida na Terra. Porém, irmãos meus brevemente, o Sol estará oculto por pesadas nuvens, e "por um período" que para vós parecerá eterno. 
Estareis mergulhados na completa escuridão, restando apenas àquele que desenvolveu as sublimes e elevadas vibrações de amor e de desprendimento, a luz que poderá irradiar do seu coração, iluminando as trevas ao redor.
Aquele que permaneceu no torvelinho da mágoa, dos pesados vícios torpes, do ódio incendiário, e toda sorte de sequelas vulgares e aprisionados dos sentimentos inferiores, nada enxergará, e enlouquecido tacteará em busca da luz. 
No entanto, irmãos amados, quando enfim a luz novamente se fizer no ambiente terreno, aqueles que sobreviverem, encontrarão uma nova sociedade, destituída dos valores administrativos que antes dominavam.
As fronteiras dos países nada representarão, pois se não foram derrubadas pelo desenvolvimento da fraternidade, serão destruídas pelo magnetismo negativo intenso das zonas catastróficas que abaterão sobre vós.
Corpos mortos estarão espalhados em vosso caminho. A desorganização geral do ambiente ao redor despertará nos invigilantes a necessidade urgente de aceitarem-se como ínfimas criaturas atrasadas e sem luz. 
Terá nova chance de buscar o Criador, revertendo suas polaridades negativas, para alcançar o despertar que os guiará ao progresso inevitável. 
No entanto, aqueles que encararem a suprema prova com mais demonstrações de rebeldia, permanecerão na escuridão. 
Viveis um momento delicado no desenvolvimento de vossas almas; é o momento no qual seguireis uma nova jornada, repleta de alegrias sublimes no desenvolvimento feliz da evolução e ascese espiritual, merecendo habitar um planeta renovado e livre da desordem; ou escolher permanecer nas zonas do atraso espiritual, remetendo vossos espíritos infelizes ao degredo.
Lamentamos vossas escolhas na estagnação, mas, filhos, tudo na Criação evolui. Aproveitai a grande oportunidade para abandonardes as dimensões atrasadas, onde todas as almas percorrem durante sua jornada evolutiva; porém, alguns insistem em fazer moradas e construções pérfidas, tornando-se feras, moldando suas almas no ácido corrosivo da perdição, do ódio, do desvio moral. 
Lobos e ovelhas confrontam-se! 
Não tenhais medo se desejais evoluir, pois estais localizados no ambiente ideal para o cumprimento das provas ascensionais. 
Muitos são os Seres da Hierarquia Superior que em torno da Terra permanecem, velando por vós, humanidade terrena. Aquele que apresentar em sua alma um brilho, mesmo que ligeiro, alcançará patamar evolutivo acima da escuridão. 
Somos vossos Guias, Instrutores, pais, mães, irmãos, filhos de Deus como vós. Já percorremos a estrada estreita das provas e superamos o atraso da alma, alcançamos a renovação, e hoje, servimos ao Criador e por Ele aqui estamos.
Ficai na Luz, na Paz e no Amor.
Vosso Mestre Kuthumi vos fala. 
Saúdo-vos em nome da Paz.
Mestre Kuthumi 

Copyright © 2012-2013. Por Matéria Sublime e Sementes das Estrelas. Todos os direitos reservados. É dada permissão para copiar e distribuir este material contanto que o conteúdo seja transmitido integralmente e sem alteração, o autor seja creditado, seja distribuído gratuitamente, e esta nota de direitos e o link sejam incluídos. http://www.espiritosublime.blogspot.pt 
 http://www.sementesdasestrelas.blogspot.com 

sábado, maio 12, 2012

Palavras ás Mães



Se o Senhor te concedeu filhos ao coração de mulher, por mais difícil se te faça o caminho terrestre, não largues os pequeninos à ventania das adversidades.
É possível que o companheiro haja desertado das obrigações que ele próprio aceitou, bandeando-se para a fuga sob a compulsão de enganos, dos quais um dia se desvencilhará.
Não lhe condenes, porém a atitude. Abençoa-o e, quando possível, ampara os filhos inexperientes que te ficaram nos braços fatigados de espera.
Quem poderá, no mundo, calcular a extensão das forças negativas que assediam, muitas vezes, a criatura enfrascada no corpo físico, induzindo-a a transitório esquecimento dos encargos que abraçou? Quem conseguirá, na Terra, medir a resistência espiritual da pessoa empenhada ao resgate complexo de compromissos múltiplos a lhe remanescerem das existências passadas?
Se foste sentenciada à indiferença e, em muitas ocasiões, até mesmo à estremada penúria, ao lado de pequeninos a te solicitarem proteção e carinho, permanece com eles e, o trabalho por escudo de segurança e tranqüilidade, conserva a certeza de que o Senhor te proverá com todos os recursos indispensáveis à precisa sustentação.
Natural preserves a própria independência e que não transformes a maternidade em cativeiro no qual te desequilibres ou em que venhas a desequilibrar os entes amados, através de apego doentio. Mas enquanto os filhos ainda crianças te pedirem apoio e ternura, de modo a se garantirem na própria formação da qual consigam partir em demanda ao mar alto da experiência, dispensando-te a cobertura imediata, auxilia-os, quanto puderes, ainda mesmo a preço de sacrifício, a fim de que marchem, dentro da segurança necessária, para as tarefas a que se destinam.
Teus filhos pequeninos!... Recorda que as Leis da Vida aguardam do homem a execução dos deveres paternais que haja assumido diante de ti; entretanto, se és mãe, não olvides que a Providência Divina, com relação ao homem, no que se reporta a conhecimento e convívio, determinou que os filhos pequeninos te fossem confiados nove meses antes.
Livro: Na Era do Espírito
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier
Fonte: http://mensagemdeluz.kit.net/


E sempre lembrando...
Todo o Amor, todo o Bem direcionado a um Filho e a quem quer que seja simplesmente deverá ser feito de puro Coração sem nada esperar, sem nunca julgar... Tendo a certeza que o alvo será a Luz Divina!
Hoje, consciente disso, mas não menos marcada, sinto-me mais serena e tranquila pelo papel de Mãe cumprido.
Para tanto nunca houve e nunca haverá fórmulas se estamos acertando ou errando, apenas vivemos uma grande experiência de auto aprendizado, onde há diversos momentos recheados de diversas emoções.
E quando as asinhas voam sempre haverá uma peninha deixada para trás no ninho... Essa será sempre um elo entre as almas Mães e Filhos!

Oração da paz - Oração de S. Francisco de Assis



Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz;
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé;
Onde houver erros, que eu leve a verdade;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei com que eu procure mais consolar,
que ser consolado;
Compreender, que ser compreendido;
Amar, que ser amado;
Pois é dando que se recebe;
É perdoando, que se é perdoado;
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

OS ESTIGMAS DE FRANCISCO DE ASSIS E O SEGREDO DA SUPREMA FELICIDADE

Dom Laurence Freeman, OSB (*) Junho de 1998, Festa de Corpus Christi


Queridos amigos:
Sessenta e cinco meditantes de vários continentes se reuniram recentemente em um Retiro silencioso de uma semana, no Monte Alverne, o lugar de peregrinação na Toscana, onde São Francisco de Assis (1182-1226) recebeu os estigmas em 1224, dois anos antes de sua morte. Passamos a noite do primeiro dia de viagem ao pé do monte e logo cedo, no ar fresco e ensolarado da manhã seguinte, fizemos vagarosamente e em silêncio o caminho da forte subida que leva ao santuário.
Paramos na Capela dos Pássaros para escutar o sublime canto que recebeu Francisco e seus três companheiros quando ali chegaram e ele se viu cercado alegremente pelos pássaros, confirmando que tinha vindo ao lugar certo. Francisco fora ao monte para um jejum de quarenta dias em preparação à chegada da Irmã Morte cuja rápida aproximação pressentia.
Depois de nos alojarmos na simples Casa Franciscana de Retiros, e começarmos a sentir o ambiente desse lugar intenso e sagrado, concordamos em nos fazer uma pergunta preliminar simples. Por que tínhamos ido para lá? Como a maioria das perguntas simples, ela foi uma chave que abriu muitas portas. Afinal, no silêncio em que estávamos então entrando, a pergunta levou a outras perguntas igualmente básicas, relacionadas à consciência e à vida espiritual, que nos levaram ao limite do pensamento e, assim, à luz de Deus dentro de nós: Quem sou eu? Quem é Deus?
A história da experiência de oração de Francisco no lugar sagrado do Monte Alverne nos enriqueceu, desafiou e guiou dia após dia. Ficamos sabendo como ele se aprofundou cada vez mais na solidão, durante sua estadia ali, alternadamente fustigado por seus demônios interiores e consolado por visitas angélicas. Nisto, ele perseverou até que chegou à experiência que culminou na união com a humanidade de Cristo, o que tornou esse lugar tão sagrado, não somente para seus seguidores franciscanos, mas também de grande significado para toda a tradição cristã de oração.
Na noite de 14 de setembro, Festa da Santa Cruz, seu fiel amigo e companheiro, Frei Leão, desobedeceu às instruções de Francisco e penetrou na solidão de sua reclusão para ver como ele estava. À luz do luar, Frei Leão viu Francisco de joelhos em oração, repetindo com todo o fervor as perguntas que se encontram no centro de toda oração cristã: “Quem és tu, meu doce Deus... Quem sou eu, teu servo inútil?”“E somente estas palavras repetiu e nada mais disse” - conta-nos São Boaventura, seu biógrafo. Frei Leão viu o fogo que descia sobre a cabeça de Francisco, envolvendo-o por muito tempo.
Quando Francisco afinal o notou, Frei Leão perguntou o que significava tudo aquilo. Francisco respondeu que ele tinha recebido duas luzes para a sua alma; o conhecimento e a compreensão de si mesmo, e o conhecimento e a compreensão de Deus. Nesta oração no fogo, Deus lhe pediu três dádivas e ele buscou em sua pobreza até encontrar uma bola de ouro que ofereceu três vezes: a doação dos seus votos.
Após dizer a Frei Leão que não o espionasse mais, Francisco dirigiu-se à Bíblia para saber a que estaria sendo preparado - e em cada consulta ele foi encaminhado para a Paixão de Jesus Cristo. Retornou então à oração solitária, “tendo muita consolação na contemplação”. Sentiu-se depois impelido a pedir não somente a graça de sentir a dor de Cristo, mas também o amor que possibilitou a Cristo suportá-la por nós. Começou a contemplar a Paixão com profunda devoção até que “se transformou completamente em Jesus por meio do amor e da compaixão”.
Na manhã seguinte, ele viu um serafim aproximar-se na forma de Jesus Crucificado. Ele se sentiu repleto, simultaneamente, de medo e alegria, deslumbramento e tristeza. E foi-lhe dada a percepção de que sua transformação em Cristo não aconteceria por sofrimento físico, mas “por uma elevação da mente” - a transformação da consciência em amor. Entretanto, o sinal desta transformação seria a marca permanente das cinco chagas divinas de Cristo no corpo de Francisco. Pouco depois, Francisco deixou o Monte Alverne e retornou à cidade de Assis, para morrer “com a chama do amor divino em seu coração e as marcas da Paixão em sua carne”. Com humildade, perguntou a seus irmãos se deveria tornar pública a informação sobre seus estigmas, e convenceu-se de que deveria quando lhe disseram que a experiência deveria ter um significado não somente para ele, mas também para os outros.


FONTE: http://www.franciscanos.org.br

A Porta do Lado

Em entrevista dada pelo médico Drauzio Varella, disse ele que a gente tem um nível de exigência absurdo em relação à vida, que queremos que absolutamente tudo dê certo, e que, às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de passar um dia inteiro de cara amarrada. E aí ele deu um exemplo trivial, que acontece todo dia na vida da gente.
É quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem (ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping). Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.
Eu acho que esta história de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior. Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes. Será que nada dá errado para eles?
Dá aos montes. Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença. O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote.
Que "audácia" contrariá-los! São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência: fincam o pé, compram briga e não deixam barato.
Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.
Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também. É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel.
E como esse, a maioria dos nossos problemões podem ser resolvidos assim, rapidinho.
Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar barato.
Eu ando deixando de graça, para ser sincero. Vinte e quatro horas têm sido pouco para tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda mais tempo ficando mal-humorado.
Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem, pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia.
Então eu uso a "porta do lado" e vou tratar do que é importante de fato.
Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão porque parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado
Pense nisso... E prepare-se para uma nova vida.
(Drauzio Varella)

NÃO NOS CONTARAM


Hoje é o momento ideal pra falar de sacanagem.
Mas nada de ménage à trois, sexo selvagem e práticas perversas, sinto muito.
Pretendo, sim, é falar das sacanagens que fizeram com a gente.
Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos.
Não nos contaram que amor não é acionado nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade.
Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo.
Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.
Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada “dois em um”, duas pessoas pensando igual, agindo igual, que isso era que funcionava.
Não nos contaram que isso tem nome: anulação.
Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos.
Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto.
Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade.
Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas.
Ah, nem contaram que ninguém vai contar.
Cada um vai ter que descobrir sozinho.
E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz se apaixonar por alguém.
(Martha Medeiros)

ORAÇÃO de Mahatma Ghandi



Senhor,

Ajuda-me a dizer a verdade diante dos fortes 

e a não dizer mentiras para ganhar o aplauso dos fracos.

Se me das fortuna,

 não me tires a razão.


Se me das o sucesso, 


não me tires a humildade.


Se me das humildade,


 não me tires a dignidade.


Ajuda-me a enxergar o outro lado da moeda, 


não me deixes acusar o outro por traição aos demais, 

apenas por não pensar igual a mim.


Ensina-me a amar aos outros como a mim mesmo.



Não deixes que me torne orgulhoso se triunfo, 


nem cair em desespero se fracasso.

Mas recorda-me que o fracasso é a experiência que precede ao triunfo

.
Ensina-me que perdoar é um sinal de grandeza 


e que a vingança é um sinal de baixeza.


Se não me deres o êxito, 


da-me forças para aprender com o fracasso.


Se eu ofender ás pessoas, 


da-me coragem para desculpar-me 

e se as pessoas me ofenderem, 

da- me grandeza para perdoa-las.


Senhor, se eu me esquecer de ti,  


nunca te esqueças de mim.



Tenha sempre bons pensamentos, 

porque os seus pensamentos 

se transformam em suas palavras.

Tenha sempre boas palavras 

porque as suas palavras 

se transformam em suas ações.

Tenha boas ações 

porque as suas ações 

se transformam em hábitos.

Tenha bons hábitos 

porque seus hábitos 

se transformam em valores.

Tenha bons valores 

porque seus valores 

se transformam no seu proprio destino!!!"

Mahatma Ghandi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...