domingo, dezembro 30, 2012

Ei, Você, Cai Fora da Minha Nuvem




EI, VOCÊ, CAI FORA DA MINHA NUVEM

Por Jennifer Hoffman
Publicada em 19 de novembro de 2010


Saudações!

Olá a todos,

Sim, o título deste artigo é da música dos Rolling Stones, mas é o que eu ouvi quando compartilhei recentemente um sucesso com alguém, somente para me defrontar com uma corrente de críticas e dúvidas que me fizeram dar um passo atrás. Será que eu estava encarando a situação de uma maneira errada? Ela estava vendo algo que eu tinha omitido? Deveria ignorar os seus comentários ou eles eram verdadeiros? Eu tinha sido feliz em minha nuvem, até que ela pisou sobre ela e trouxe a chuva ao meu dia ensolarado.


  • Você já compartilhou um sucesso com alguém e quando terminou de falar a sua resposta já o desnorteou – não porque ela fosse maravilhosa, solidária e atenciosa, mas porque eles o nocautearam?
  • Você já conversou com alguém sobre um evento em sua vida com o qual se sentiu realmente bem, somente para se deparar com uma dúzia de maneiras que ele poderia dar errado?
  • Você já esteve com alguém que nunca tem nada agradável a dizer sobre alguém, que não pode encontrar uma palavra de cortesia para dizer sobre algo, não importa o quão importante você acha que seja?
  • O que há de errado com estas pessoas, você poderia pensar? E por que elas não podem apenas ser agradáveis, solidárias e atenciosas?
  • O que você pode fazer para ajudá-las a aprender a ver o mundo de uma perspectiva diferente?



Quando você está no topo do mundo, é normal querer compartilhar a sua boa notícia com todos, especialmente aqueles que você acredita que o apoiarão. Afinal, eles são os seus amigos ou a sua família e que é aquilo que é suposto fazer. E, ao invés, o que eles lhe dizem começa a criar dúvidas, confusão e preocupação. Então o seu mundo se torna mais insignificante, suas esperanças se desvanecem, você começa a imaginar como poderia ter visto tanto potencial ou sido feliz, você começa a encontrar falhas em si mesmo e em seus sonhos e imagina se apenas imaginou tudo.


O que aconteceu?


Você estava em sua nuvem e eles decidiram criar chuva nela. Não porque eles escolhessem a sua nuvem particular, mas porque eles gostam de criar chuva nas nuvens. E o mais importante, eles podem somente ver o mundo a partir de sua perspectiva, assim não importa quanto potencial ou alegria você possa ver em uma situação, eles não podem ver as mesmas coisas porque não é assim que eles vêem o mundo e o seu lugar nele. Eles não podem ser felizes por você, porque eles não podem ser felizes por si mesmos.

Você tem uma escolha: deixá-los permanecer em sua nuvem e transformar o seu dia ensolarado em uma confusão encharcada, ou podem tornar a sua nuvem em uma zona “sem chuva” e definir os limites que mantenham as pessoas “insatisfeitas” distantes de sua vida.

Por que isto lhe aconteceu?


Sabemos que nada apenas “acontece” a nós; nós criamos cada aspecto de nossa realidade, incluindo todas as pessoas, situações e eventos nela. 

Assim, por que você convidaria deliberadamente estas pessoas em sua vida, para criar chuva em seu dia de sol? Há várias explicações para isto que incluem:

  • Auto-Sabotagem – Você precisa de alguém para lhe dar uma oportunidade de sabotar os seus sonhos, porque você pode não acreditar neles intensamente, de modo que eles entram e abrem a porta para você.
  • Testar a sua Fé – Você precisa de alguém que o ajude a desenvolver a fé em si mesmo, assim traz alguém que possa colocar todos os seus pensamentos e argumentos negativos a sua frente.
  • Validação – Você precisa de alguém que o valide e aos seus sonhos, porque você precisa saber que outra pessoa acha que eles (seus sonhos) têm valor.



O que você pode fazer?

Há duas grandes escolhas:

  1. Você pode levar os seus comentários ao coração, acreditar neles e deixá-los se tornar a sua verdade, ou pode compreender que isto é a sua verdade e pode escolher se você a adotará como sua ou não.
  2. E há outra coisa a considerar. Talvez os seus comentários contenham alguns pontos válidos, mas quando nos conectamos com eles através de nossas próprias dúvidas e inseguranças, permitimos que nossos sonhos se tornem mais insignificantes e tragam energias que nos limitem, ao invés de usá-los com o desprendimento que nos permita expandir a nossa visão.


A qualquer momento que a nossa vida se cruzar com um “criador de chuva”, temos que escolher onde permitiremos que o nosso poder flua – para a desgraça e a melancolia da pessoa que está criando chuva em nossa nuvem ensolarada, ou para nós mesmos e os nossos sonhos. Muito frequentemente, nos abrimos energeticamente aos outros e pedimos o seu apoio, somente para sermos surpreendidos e desapontados quando eles não nos dão o que esperávamos deles. Esquecemos que eles estão nos respondendo a partir de sua energia e talvez, até com a sua inveja, raiva e frustração com os seus próprios sonhos.


A menos que sejamos cuidadosos, os criadores de chuva drenarão a nossa energia e não poderemos mais apoiar os nossos sonhos. E isto pode acontecer em um instante. 
Precisamos que outros nos digam que somos suficientemente bons?
Podemos acreditar o suficiente em nossos sonhos para pedirmos a opinião dos outros sem pedir também a sua aprovação? 
É possível sermos suficientemente fortes em nossas convicções, de modo que possamos usar a nossa energia para alimentar os nossos sonhos e permanecermos neste caminho, não importa o que os nossos “criadores de chuva” digam?

Na próxima vez que um criador de chuva aparecer em sua nuvem, lembre-se de que você tem algumas escolhas a fazer. Decida se você permitirá que a sua verdade se torne sua e se permitirá que a informação deles proporcione um comentário útil ou chova em seus sonhos. Então, você pode deixar o sol brilhar em seu sucesso e usar a sua energia para apoiar o que você deseja criar em sua vida.



Há valor em tudo e precisamos encarar cada situação a partir de todos os ângulos antes que nos julguemos e àqueles que nos julgam. Assim reserve um tempo para considerar todas as opções, antes que decida desistir do seu sonho porque alguém tem alguma “chuva” que eles precisam liberar.



Mantenha a fé, estamos todos juntos nisto e o tempo está passando rapidamente. Torne-se o observador em sua vida, enquanto permanece focado em sua jornada.


Nestes tempos interessantes e transformadores, podemos ficar oprimidos pelo que está acontecendo em nossas vidas, mas sempre há outras soluções.


Aqui estão algumas coisas para ajudá-lo a atravessar os momentos difíceis em sua vida:


  • Permaneça calmo, centrado, não identificado e consciente, e lembre-se de que os seus pensamentos estão criando cada momento de sua vida. Pense nos melhores.
  • Enquanto pondera nisto e em outras coisas que estão acontecendo neste momento, lembre-se que:
  • Aceite todos os dons do entendimento com gratidão e os use para aplicar o perdão, a liberação e a cura para cada situação.
  • Peça orientação e confirmação e então espere que isto venha até você.
  • Acima de tudo, seja grato por esta oportunidade de ser parte da surpreendente mudança na consciência da humanidade, enquanto todos nós ascendemos na vibração milagrosa.
  • Muitas bênçãos nestes tempos milagrosos e surpreendentes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...